LEM
Chá revelação: ritual vira oportunidade de negócios e movimenta o ramo de festas - Blog Barreiras Noticias | Região Oeste - Bahia

Chá revelação: ritual vira oportunidade de negócios e movimenta o ramo de festas


É menino ou menina? Toda grávida ouve essa pergunta o tempo todo. A forma de responder é que vem mudando. Agora, é com festa. O chá revelação pegou e continua como tendência no mundo das gestantes. O evento é uma mistura de chá de bebê, em que os convidados podem dar presentes, com muita diversão. Nas redes sociais, vídeos viralizam com as brincadeiras cada vez mais criativas na hora de revelar o sexo do bebê. Seja menino ou menina, sempre há muita comemoração.

De olho nesse mercado, muitos profissionais da área de eventos já se tornaram especialistas em chá revelação e ajudam papais e mamães que querem tornar esse momento único. Se com a crise muitas pessoas deixam de comemorar aniversários, o nascimento de uma criança é sempre motivo para celebrar, deixando, mesmo que temporariamente, a economia de lado.

— Todo mundo encomenda pelo menos um bolinho — conta a confeiteira Beth Gomes, dona da Beth Ateliê.

— De quatro anos para cá, percebi uma maior procura para chá revelação. Antes, as mães queriam algo relacionado ao universo do bebê: azul e rosa, chupeta, babadinho... Hoje, elas já escolhem o tema, por exemplo, ursinho e ursinha, carneirinho e ovelhinha. Chegam com mil cadernos e fotos no celular — contou Beth, confeiteira que atua no ramo de festas há 24 anos.

No ateliê, que tem mais três funcionários, Beth prepara para as clientes bolos e “mesa comestível”, que vem com cupcakes, trufas e outros itens:

— Sou a favor de pensar em decoração que seja útil: se não servir para guardar algo, que seja para comer — afirmou.

Para Cezar Kirszenblatt, gerente de Conhecimento e Competitividade do Sebrae/RJ, a tendência do chá revelação chegou como mais uma opção em eventos, mas os tradicionais vão continuar acontecendo.

— Hoje, as pessoas celebram em etapas a chegada do bebê e, com mais opções. É mais um nicho a ser explorado por quem já tem expertise em eventos ou quer se aprimorar — avaliou Kirszenblatt, alertando para a importância de estar atento ao orçamento do cliente:

— É preciso saber com que público se está trabalhando, para oferecer um leque de opções adequado ao perfil. Deve-se avaliar se vale a pena fazer um evento mais caro ou vários de menor custo, porque preço alto pode inviabilizar a contratação do serviço — disse.

Decoração deve manter o segredo

A decoração da festa é item essencial para alegrar o ambiente. O responsável deve tomar cuidado para não revelar o sexo do bebê antes da hora. Então, se a festa tiver duas cores, o ideal é deixá-las em proporções iguais. Das festas mais clássicas até as mais modernas, não pode faltar imaginação.

Thaynná Elpídio é gerente na Georgia Festas, empresa especializada em assessoria de eventos. Ela contou que o objetivo do trabalho é deixar principalmente a mãe do bebê o mais tranquila possível.

— Para liberar os pais, temos fornecedores parceiros que atendem às necessidades do cliente — afirmou a gerente, segundo a qual, atualmente, os eventos de chá revelação já são 25% do faturamento da empresa. Thaynná percebeu o crescimento dos pedidos desse tipo de festa há uns dois anos:

— Antes, muita coisa era feita da forma caseira. Hoje, as pessoas já procuram coisas mais elaboradas, muitas misturam um evento em dois, fazem o chá revelação e já recebem os presentes, objetivo de um chá de bebê — comentou.

Outra tendência percebida pela gerente são as cores da decoração, que agora já fogem dos clássicos azul e rosa. Os pais pedem inovação, com combinação de cores, como verde com salmão, lilás; decoração de nuvem, que eles chamam de “chuva de bençãos”.

Caso o cliente não tenha um tema definido, não tem problema. Os funcionários sugerem alguns e já sabem os que fazem sucesso, como ursinho, aviador, fazendinha, colorido, jardim...

— Nós perguntamos o que os pais gostam e, a partir disso, vamos seguindo uma linha de decoração para chegar ao resultado esperado — disse.

Alegria e sem constrangimento

— Na animação, o objetivo é alegrar e não constranger — disse a animadora de eventos Kezia Pereira, de 42 anos, que trabalha com chás de bebê e panela há dez anos e avalia que o ramo também é influenciado pelo modismo.

— O chá tradicional não foi substituído pelo chá revelação. Foi, sim, acrescentada mais uma comemoração. Fiz o primeiro do tipo há cinco anos. Hoje, de dez pessoas que nos procuram, seis são para o chá revelação. 

Na nossa animação, o objetivo é alegrar e não constranger. Sempre trabalhamos com respeito, e esse sempre foi o motivo do nosso sucesso. As brincadeiras de maior sucesso no chá revelação são aquelas em que os grupos tentam adivinhar como será o bebê e, claro, o sexo. Esse momento é o ápice. 

Na revelação, pais, familiares e amigos estão envolvidos para essa emocionante descoberta. Para mim, as qualidades que um profissional deve ter para trabalhar nesse nicho são: pontualidade, comprometimento e sensibilidade para perceber a necessidade e a fragilidade de cada família naquele momento, que é muito especial — disse.
Para fazer um chá revelação com qualidade
Chá revelação: ritual vira oportunidade de negócios e movimenta o ramo de festas Chá revelação: ritual vira oportunidade de negócios e movimenta o ramo de festas Reviewed by CM on 12:53 Rating: 5

Sem comentários