Faltando menos de um ano para eleições em Bom Jesus da Lapa, cenário ainda é de indefinição dos candidatos da situação e oposição

A cidade de Bom Jesus da Lapa que é considerada uma das principais cidades da Bahia, está se tornando uma importante metrópole na região Oeste. Muito pelas suas romarias, a produção agrícola, a energia solar e graças aos maciços investimentos, públicos e privados que estão sendo empregados na Capital Baiana da Fé.

Ser prefeito ou prefeita de um município como Bom Jesus da Lapa é ter para si um destaque natural e uma responsabilidade gigante, por todo o contexto histórico e político que envolve a cidade.

Curiosamente, considerando a importância que é o processo eleitoral e faltando pouco mais de um ano para as eleições municipais o cenário político ainda está indefinido. Grupos da situação e oposição ainda não tem os seus pré-candidatos ao cargo de prefeito de Bom Jesus da Lapa.

Tudo continua indefinido, pelo menos publicamente, os nomes de pré-candidatos ainda não são conhecidos. Tanto a situação quanto da oposição preferem cautela ao lançar nomes para a disputa, muito embora existam rumores de nomes nos dois lados.

De forma tímida, algumas enquetes foram realizadas durante o ano passado, sem registro no TRE, nas redes sociais, apresentando diversos nomes à população, como possíveis candidatos.

O grupo da situação é liderado atualmente pelo prefeito Eures Ribeiro, que está no seu último ano de governo, do segundo mandato, e afirmou na sua última entrevista no final do ano passado, que para evitar conflitos dentro do seu grupo, que até o final do mês de maio deve “encontrar” a pessoa certa e só então anunciar, como o seu candidato.

Já a oposição, que está a quase oito anos afastada da Prefeitura, quando fez Roberto Maia prefeito por dois mandatos, ainda busca definir um candidato para buscar bater o futuro “indicado” por Eures.

Alguns nomes se colocaram como pré-candidatos durante o ano passado. Em meados de novembro foi divulgado nas redes sociais  o nome de  Marquinhos Bochecha, representante da família Magalhães, como principal pré-candidato pela oposição, com o apoio do Deputado Federal Arthur Maia (DEM).

No entanto, ainda no ano passado, bastidores da política lapense afirmavam que o empresário teria desistido da disputa, fazendo com que o grupo da oposição também continue indefinido até o momento.

Uma ex-liderança política ouvida pelo Notícias da Lapa deduz que a definição desse nome oposicionista, só deve ser confirmado após o anúncio do prefeito Eures Ribeiro (PSD), que pode decidir por um companheiro histórico, um nome mais técnico, um candidato de outro partido da sua base, ou até mesmo um nome de “fora”, o que pode também surpreender.

Magalhães Pinto disse um dia que “Política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Olha de novo e ela já mudou”. Como num jogo de xadrez, todas as peças estão no tabuleiro e os jogadores analisam friamente, sem pressa cada ação. A estratégia é jogar para ganhar.

A partir daí cada candidato deverá convencer o eleitorado lapense com propostas que convençam-no que o seu nome é o melhor para a cidade. E nesta hora não são as indicações que vão prevalecer, mas a vontade do povo, que exerce pelo voto sua plena soberania.


Fonte: NOTÍCIAS DA LAPA  


Faltando menos de um ano para eleições em Bom Jesus da Lapa, cenário ainda é de indefinição dos candidatos da situação e oposição Faltando menos de um ano para eleições em Bom Jesus da Lapa, cenário ainda é de indefinição dos candidatos da situação e oposição Reviewed by CM on 02:36 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS