Barreiras: Na quarentena, vítimas de violência doméstica podem denunciar seus agressores, por telefone

A Secretaria de Assistência Social e Trabalho de Barreiras quer mostrar para as mulheres, vítimas de violência doméstica, que elas não estão sozinhas durante a quarentena, período em que acabam permanecendo mais tempo com seus parceiros e agressores. A rede de apoio composta pelo Centro de Referência e Atendimento à Mulher (CRAM);
Ronda Maria da Penha; Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM); Defensoria Pública e 2ª Vara Crime, está pronta, com telefones de plantão para receber as denúncias e ajudar as vítimas.

“Embora a quarentena seja a medida mais segura, necessária e eficaz para minimizar os efeitos diretos da Covid-19, o regime de isolamento tem imposto uma série de consequências não apenas para os sistemas de saúde, mas também para a vida de milhares de mulheres que já viviam em situação de violência doméstica. Sem lugar seguro, elas estão sendo obrigadas a permanecer mais tempo no próprio lar junto a seu agressor, muitas vezes em habitações precárias, com os filhos e vendo sua renda diminuída”, explica a secretária de assistência social, Karlúcia Macêdo.

Como forma de dar voz a essas mulheres, mesmo com a maioria dos órgãos que compõem a rede estarem funcionando em horários diferenciados durante a quarentena, as ligações podem ser feitas a qualquer hora. “Uma das consequências diretas dessa situação, além do aumento dos casos de violência, tem sido a diminuição das denúncias, uma vez que em função do isolamento muitas mulheres não têm conseguido sair de casa para fazê-las ou têm medo de realizá-las pela aproximação do parceiro”, destaca a coordenadora do CRAM, Fabíola Bomfim.

Os telefones podem ser conferidos no site da Prefeitura de Barreiras, assim como os horários de funcionamento de cada instituição e os respectivos endereços. É importante lembrar que o Disque Denúncia 180 é um programa nacional que recebe denúncias de assédio e violência contra à mulher, e as encaminha para os órgãos competentes. A central está disponível ininterruptamente, os demais números estão sendo disponibilizados pela rede de proteção durante o período da quarentena.

Telefones e locais para denúncias em Barreiras:

1.  CRAM
Centro de Referência e Atendimento à Mulher
Órgão fechado, apenas atendimento interno para situação de emergência
Atendimento e orientações a situações de emergência a qualquer hora pelo telefone:  (77) 99956-8240
Endereço: Rua Professora Guiomar Porto, nº 625, Centro
E-mail: cram@barreiras.ba.gov.br
Funcionamento interno: Das 7h30min às 13h30min
Fone: 3611-0264

2. Ronda Maria da Penha
Rua Campos Sales nº 594, bairro Renato Gonçalves
Telefone: (77) 99865 - 5352
Funcionamento: De segunda a domingo, durante o dia com patrulhamento e visitas às assistidas com MPU, a noite por telefone para encaminhamento de viaturas das companhias de Polícia Militar


3. DEAM
Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher
Endereço: Avenida Júlio César, nº 500 – Bairro: Aratu
Telefone: (77)3613-9860
Horário de atendimento: das 8h às 12h e das 14h às 18h  (de segunda a sexta)

Nos demais horários, os casos de violência doméstica são atendidos pelo plantão ordinário da 1ª DT, no mesmo endereço ou pelo telefone 190.

4. Defensoria Pública
Rua 26 de Maio, n° 568, Centro, Barreiras
Telefone: 0800 071 3121 (fixo ou celular) ou 129 (somente fixo).

Funcionamento: O órgão se encontra fechado, realizando somente atendimentos URGENTES, através dos telefones acima informados, de segunda a sexta, das 8h:30min às 14h30min, ou através de encaminhamento pela rede de apoio à mulher.

5.  2ª Vara Crime
Fórum Tarcilo Vieira de Melo
Rua Aníbal Alves Barbosa, Centro


Barreiras Notícias / DIRCOM
Barreiras: Na quarentena, vítimas de violência doméstica podem denunciar seus agressores, por telefone Barreiras: Na quarentena, vítimas de violência doméstica podem denunciar seus agressores, por telefone Reviewed by Jbarreiras on 11:23 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS