Barreiras: Final de semana teve alto índice de violência contra mulher

Recentemente, o coordenador regional de polícia, Dr. Rivaldo Luz falou sobre o crescente número de denúncias e ocorrências de prisões originadas pelos conflitos no ambiente intra familiar no período de isolamento social de combate à pandemia (COVID 19).
Os delegados fazem relatos de conflitos entre pais e filhos, irmãos e outros membros da família, mas o maior índice é de brigas entre casais e as mulheres são as mais agredidas. Somente no último final de semana foram registrados cinco casos.
Na manhã de domingo (05), um homem terminou preso, após ameaçar de morte uma garota de programa, com quem passou à noite em um motel, onde se recusou pagar pelos serviços. Além do mais, a vítima declara que foi ameaçada por ele, após exigir pagamento pela noite de “amor”. A polícia civil esclarece, que a suposta vitima, renunciou do seu direito de representar criminalmente contra o conduzido e dessa forma, o delegado deixou de lavrar Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) do fato.
2º Caso
Uma mulher de 21 anos alega que foi agredida fisicamente por seu companheiro de convívio com vários socos, que causaram ferimentos na boca, pescoço e braço esquerdo. Depois de ouvir à vítima, o delegado de polícia determinou a expedição de guia para exame-médico legal e adoção de outras providências. O caso ocorreu no bairro Barreiras I, em Barreiras, Ba, por volta das 03h 00 da madrugada de domingo (05).
3º Caso
Um acusado de ter agredido fisicamente e ameaçado de morte a companheira de convívio, foi preso por policiais da 83ª CIPM, no bairro Santa Luzia.  A vítima apresentava-se com lesões corporais aparentes na face e diz que o autor também a agrediu com palavrões. Imediatamente, o delegado lavrou Auto de Prisão em Flagrante do acusado.
4º Caso
No sábado pela manhã, uma mulher declarou na delegacia que foi agredida fisicamente dentro de sua própria residência, por seu cunhado e a esposa dele, que também lhe insultou com palavras de baixo calão, chamando-a de traficante, vagabunda, vadia e traidora do marido. A Polícia Civil promete intimá-lo para aplicação de medidas necessárias de proteção à vítima.
5º Caso
Ainda no sábado, no bairro Ouro Branco, estava ocorrendo desentendimento entre um casal e quando uma guarnição da Polícia Militar chegou ao local, viu o homem segurando o braço da mulher, que é sua noiva. Naquele momento, foi mencionado que ela estava tentando quebrar o veículo dele, sendo que a mesma relatou que foi agredida por ele com uma pancada na boca (talvez um soco), além de ter sido segurada fortemente pelos braços. A PM levou o caso ao conhecimento do delegado e apresentou o casal de noivos na delegacia para outras providências.
Lei Maria da Penha
A Lei Maria da Penha cria mecanismos para enfrentar e combater a violência doméstica e familiar contra a mulher, ou seja, trata-se de uma lei elaborada para proteger as mulheres, trazendo inclusive definições claras e precisas sobre a violência de gênero. Todo homem que se tornar um agressor infringe a lei e viola os direitos humanos das mulheres. Portanto, é preciso fazer o registro de ocorrência para que a autoridade policial realize os procedimentos necessários tanto para a proteção da vítima quanto para a investigação dos fatos. Diante disso, em vez de falar em “vingança”, deve-se falar em “justiça” (Informações da página do Instituto Maria da Penha).

Barreiras Notícias /Alô Alô Salomão
Barreiras: Final de semana teve alto índice de violência contra mulher Barreiras: Final de semana teve alto índice de violência contra mulher Reviewed by Jbarreiras on 01:39 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS