86% dos pais querem que ano letivo atual continue em 2021, revela pesquisa

 

Não é apenas o risco de contágio por coronavírus que aflige pais e mães de alunos prestes a retornarem às salas de aula em todo país. A medida em que o ano letivo avança, uma dúvida relacionada ao ensino também se alastra: “o quanto meu filho aprendeu durante a pandemia?” A resposta é complexa e depende de uma série de fatores – do acesso ao conteúdo ao grau de comprometimento com os estudos – mas é praticamente consenso que as aulas à distância diminuíram o rendimento escolar. Uma pesquisa, encomendada pela Fundação Lemann, Itaú Social e Imaginable Futures ao Instituto DataFolha, obtida com exclusividade por VEJA, joga luz sobre esse e outros questionamentos e mostra que os responsáveis pelas crianças e adolescentes querem garantir que nenhum conteúdo fique para trás. Nada menos que 86% dos entrevistados defendem a continuidade do aprendizado previsto para 2020 durante o ano que vem.

“Seriam anos híbridos. O aluno progride mas faz o quarto ano junto com quinto, por exemplo”, explica Denis Mizne, presidente da Fundação Lemann. “A reprovação de todo mundo não faz sentido. Tem um custo altíssimo para o sistema, aumenta a evasão escolar brutalmente e vai ser muito frustrante diante do esforço de professores, alunos e famílias para oferecer alternativas de ensino durante a pandemia.” Outras sugestões apontadas como alternativas para o aluno não perder totalmente o ano escolar tiveram adesão dos pais acima de 70%. São elas: continuidade das atividades virtuais em casa, em conjunto com as aulas presenciais (92%);  aulas aos sábados (76%); aulas em dias alternados, enquanto as restrições da quarentena ainda prosseguem (74%) e ter mais aulas por dia (73%).

Matéria completa

86% dos pais querem que ano letivo atual continue em 2021, revela pesquisa  86% dos pais querem que ano letivo atual continue em 2021, revela pesquisa Reviewed by CM on 06:25 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS