Bolsonaro visita oeste da Bahia para assinar parceria para construção de trecho de ferrovia

 

Presidente chegou em Barreiras por volta das 8h50 desta sexta-feira (11). De lá, ele pega um helicóptero até São Desidério, onde cerimônia foi feita. Essa é a 2ª vez dele na Bahia em menos de 50 dias.


O presidente Jair Bolsonaro esteve em Barreiras, no oeste da Bahia, na manhã desta sexta-feira (11), de onde pegou um helicóptero para São Desidério, para assinar um termo de compromisso e parceria entre a Construtora Engenharia, Construções e Ferrovias S/A (Valec) e o Exército Brasileiro, para construção de um trecho de 18 km da ferrovia de Integração Oeste Leste (FIOL).


Esta é quarta visita do presidente a cidades do Nordeste em menos de 50 dias. Em 21 de agosto, Bolsonaro esteve no Rio Grande Norte, quatro dias antes o presidente visitou Sergipe, e em 30 de julho esteve na cidade de Campo Alegre de Lourdes, norte da Bahia.


A extensão da ferrovia que será construída a partir do termo de execução assinado pelo presidente corresponde a cerca de 0,8% do trecho baiano da FIOL que, quando for concluído, vai ter 1.500 km de extensão entre Barreiras, no oeste baiano, e o Porto Sul, em Ilhéus. Esse trecho será no lote 6, que fica próximo à cidade de Correntina.

O prazo do convênio assinado pelo presidente Bolsonaro é de 24 meses, com investimento de R$ 115 milhões. Mais de 300 militares e civis vão trabalhar nas obras de infraestrutura e da superestrutura da ferrovia.


O presidente chegou no aeroporto Dom Ricardo Weberberger, em Barreiras, por volta das 8h50 desta sexta. No local, muitos apoiadores se aglomeraram. Bolsonaro não usou máscara de proteção da Covid-19 e pegou uma criança, que estava com o acessório, no colo.


Na Bahia, o uso de máscaras é obrigatório em pelo menos 385 cidades desde abril. Entre essas cidades estão Barreiras e São Desidério.


Ainda sem máscara, o presidente também parou na barreira de contenção e proteção instalada no local para tirar fotos com apoiadores, em meio a uma aglomeração. Neste momento, ele carregou outra criança, que usava máscara de forma inadequada.


O presidente pegou o helicóptero em direção a São Desidério por volta das 9h30 e pousou por volta das 10h. Lá, ele participou da cerimônia e fez um breve discurso sobre a obra. Ele estava acompanhado dos ministros Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, e general Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional.


Segundo a Valec, empresa ligada ao Ministério dos Transportes e responsável pelas obras da FIOL, a meta estabelecida pelo Ministério da Infraestrutura é de que, até o final de 2022, 85% da obra tenha sido concluída.


As obras de construção da FIOL começaram em 2011, em uma parceria entre os governos federal e da Bahia. No entanto, por falta de verbas, foi paralisada entre 2015 e 2017. A previsão era de que a FIOL tivesse construção concluída em 2014, mas ela segue sem previsão de finalização.


Quando concluída, a FIOL deve reduzir os custos de transporte de grãos, álcool e minérios destinados ao mercado externo.


Depois do discurso, o presidente voltou a falar e tirar fotos com apoiadores, em meio à aglomeração. Ele saiu de São Desidério por volta das 10h30, sem falar com a imprensa. Bolsonaro voltou de helicóptero para Barreiras, de onde pegou avião para voltar à Brasília.


Barreiras Notícias  / G1
Bolsonaro visita oeste da Bahia para assinar parceria para construção de trecho de ferrovia Bolsonaro visita oeste da  Bahia para assinar parceria para construção de trecho de ferrovia Reviewed by Jbarreiras on 09:15 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS