Justiça revoga prisão preventiva de hackers que invadiram celulares de Moro e de autoridades

 

A Justiça Federal da 1ª Região revogou, nesta terça-feira (29), a prisão preventiva de Walter Delgatti Neto e Thiago Eliezer Martins  Santos, hackers que invadiram os celulares do ex-juiz Sergio Moro, do procurador Deltan Dallagnol, além de outras autoridades da política e vazaram informações internas relacionadas à Operação Lava Jato, no episódio que ficou conhecido como “Vaza Jato”. A decisão é do juiz Ricardo Augusto Soares Leite. 


Na decisão, o magistrado aponta que “há excesso de prazo na increpação dos custodiados sem que tenha havido o desenvolvimento da relação processual. Além disto, sequer houve oferta de denúncia em relação ao outro inquérito pelo qual constam como investigados”.


A revogação da prisão está, no entanto, condicionada ao cumprimento de algumas medidas, como o monitoramento eletrônico, proibição de contato com outros réus e de testemunhas, além da impossibilidade de acessar endereços eletrônicos pela internet. Para a fiscalização deste termo, inclusive, a decisão autoriza a Polícia Federal a acessar as residências dos réus, assim como locais eventualmente frequentados por eles. 

Justiça revoga prisão preventiva de hackers que invadiram celulares de Moro e de autoridades Justiça revoga prisão preventiva de hackers que invadiram celulares de Moro e de autoridades Reviewed by Jbarreiras on 11:56 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS