Ditadura chinesa prende estudantes por postagens na internet


 

O estudante Tony Chung, de dezenove anos, foi preso e acusado sob a lei de Segurança Nacional de Hong Kong no mês de outubro, a Organização Chinese Human Rights Defenders (CHRD) divulgou no site dela que as acusações começaram por causa de postagens nas redes sociais.

A polícia o prendeu em uma cafeteria perto do Consulado dos Estados Unidos, onde planejava pedir exílio junto com os colegas, Yanni Ho, dezessete anos, e William Chan, vinte um anos. De acordo com a ONG, os ativistas temiam ser alvos da repressão do governo e que fossem usados como exemplos para assustar outros protestantes na cidade.

A Lei de Segurança Nacional, imposta em Hong Kong pela legislatura da China em 30 de junho, criminaliza os direitos de liberdade de expressão, associação e reunião de grupos com o pretexto de que palavras ou condutas podem “colocar em risco a segurança nacional”.

Os jovens faziam parte do grupo ‘Estudantilismo’ que defende a independência de Hong Kong. O grupo foi encerrado, localmente, por causa das novas leis de Pequim, mas continua a atuar em Taiwan, Estados Unidos e Austrália.

No final da denúncia eles criticam as últimas decisões da ONU com a China, mostrando que no início de outubro, 39 países falaram na ONU sobre preocupações da Lei de Segurança Nacional, mas logo após a China foi nomeada para fazer parte do Conselho de Direitos Humanos, apesar de uma evidente falta de qualificações.

A CHRD pede para que a comunidade Internacional atue para responsabilizar a China por violações dos direitos humanos.

Com informações da Chinese Human Rights Defenders (CHRD).

Ditadura chinesa prende estudantes por postagens na internet Ditadura chinesa prende estudantes por postagens na internet Reviewed by CM on 12:53 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS