Johnny Depp perde processo contra jornal que o chamou de “espancador de mulher” e juiz diz que ator agrediu ex

O ator Johnny Depp perdeu o processo movido por ele contra o jornal inglês The Sun após a publicação chamá-lo de “espancador de mulher”. Ao tornar pública a sentença, o juiz britânico Justice Nicol classificou o texto que motivou o processo do ator como “substancialmente verdadeiro”.

Ele também expôs sua crença na veracidade em pelo menos 12 das 14 acusações de violência doméstica feitas pela atriz e modelo Amber Heard contra o ex-marido. O The Sun noticiou a sentença como “uma grande vitória para a liberdade da imprensa”.

Na avaliação do juiz, as agressões de Depp contra a ex se tornaram constantes a partir de 2013, quando ele deu um tapa nela após Heard fazer um comentário sobre uma tatuagem do então namorado. Os dois se casaram em 2015 e ficaram juntos até 2017.

O artigo do The Sun que motivou o processo lamentava a continuidade do astro no papel do vilão dos filmes da franquia ‘Animais Fantásticos e Onde Habitam’, inspirados no universo do bruxinho Harry Potter, concebido pela escritora J.K. Rowling.

O texto que revoltou Depp tinha como título “Como pode J.K. Rowling estar ‘genuinamente feliz’ ao selecionar o espancador de mulher Johnny Depp no novo ‘Animais Fantásticos’?”.

O julgamento do processo movido por Depp teve início no dia sete de julho, tendo várias sessões, contando com diversos depoimentos de pessoas próximas dele e de sua ex, chegando ao fim no dia 28 de julho e agora tendo sua sentença anunciada.

As sessões foram marcadas pela exposição de intimidades da vida de Depp e Heard, contando a favor do ator com o depoimento de sua ex-esposa e mãe dos filhos dele, a cantora Vanessa Paradis, assim como de sua ex-namorada e amiga Winona Ryder.

Ao tentar desacreditar Heard, Depp chegou a acusá-la de defecar na cama compartilhada pelos dois em seguida a uma noitada com amigos.

Já Heard listou as várias agressões que Depp teria cometido contra ela, como um surto de fúria no qual ele a arrastou pelos cabelos e depois a socou. Ela também mostrou as fotos que já havia compartilhado ao anunciar seu divórcio em que aparece com vários hematomas decorrentes das agressões.

A representante legal de Heard, Elaine Charlson Bredehoft, enviou ao jornal Metro UK um comunicado expressando a felicidade de sua cliente com a derrota de Depp e ressaltou seu empenho na defesa da atriz em um processo indenizatório movido pelo ator na Justiça dos EUA.

“Para aqueles presentes na corte em Londres, essa decisão não é nenhuma surpresa”, afirmou a advogada da estrela de ‘Aquaman’ (2018). “Estamos comprometidos em buscar justiça para a Amber na Justiça dos EUA e defender seu direito de livre expressão”.

No processo nos Estados Unidos, Depp pede US$ 50 milhões à ex sob a acusação de difamação em um artigo publicado no jornal Washington Post sobre abuso doméstico.

Quando Depp e Heard assinaram o divórcio em 2017 eles acordaram no pagamento de um montante por parte do ator e assinaram um acordo conjunto de confidencialidade sobre o término, o que o ator alega ter sido desrespeitado pela ex. 

Monet

Johnny Depp perde processo contra jornal que o chamou de “espancador de mulher” e juiz diz que ator agrediu ex Johnny Depp perde processo contra jornal que o chamou de “espancador de mulher” e juiz diz que ator agrediu ex Reviewed by CM on 08:09 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS