Operação de combate ao comércio ilegal de carvão destrói 41 fornos no sudoeste da Bahia


 

Fornos utilizados para produção ilegal de carvão foram destruídos — Foto: Divulgação / Inema

Uma operação conjunta entre o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e a Polícia Militar destruiu 41 fornos que eram utilizados para a produção ilegal de carvão nos municípios de Cândido Sales e Encruzilhada, no sudoeste da Bahia. Ninguém foi preso.

De acordo com o coordenador da Unidade Regional do Inema em Vitória da Conquista, Glauber Guerra, a operação foi deflagrada após o recebimento de várias denúncias ao Inema, e aconteceu entre os dias 1º e 4 de dezembro.

Ainda segundo o Inema, cada um dos fornos que foram destruídos tinha a capacidade de queimar quatro metros estéreo de madeira por fornada. Um metro estéreo é uma pilha de madeira roliça de dimensões 1m de largura x 1m de altura x 1m de comprimento.

Além disso, também foram apreendidos mais de 30 metros estéreos de madeira nativa em forma de lenha e flagrados mais de 100 hectares de mata atlântica desmatada ilegalmente.

Foi identificado, também, durante a operação, que os trabalhadores das carvoarias realizavam atividades em condições precárias.

Os suspeitos de gerenciar as ações ilegais fugiram com a chegada da polícia. No entanto, vários proprietários dos imóveis fiscalizados já foram identificados e devem responder por crimes ambientais.

O Inema alerta ainda que para registro denúncias de crimes ambientais, o cidadão pode entrar em contato com o Disque Denúncia, através do número 0800 071 1400.

(G1)


Operação de combate ao comércio ilegal de carvão destrói 41 fornos no sudoeste da Bahia Operação de combate ao comércio ilegal de carvão destrói 41 fornos no sudoeste da Bahia Reviewed by CM on 01:34 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS