Os produtores rurais do Oeste da Bahia estiveram com o presidente da República, Jair Bolsonaro, na manhã desta quinta-feira (21), quando o chefe do executivo nacional desembarcou no Aeroporto de Barreiras. Representados pelas entidades de classe – Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras (SPRB), eles entregaram um ofício com as demandas estratégicas para o desenvolvimento do setor produtivo com foco principal em infraestrutura e logística. No documento, as associações reivindicam a conclusão e ampliação das linhas de transmissão, a fim de suprir o déficit de energia elétrica na região; a conclusão da BR-020, que faz a divisa da Bahia com Piauí; o fortalecimento das iniciativas na implantação do polo de irrigação e a ampliação da distribuição de rede de internet na zona rural.



“Foi um rápido encontro. Sentimo-nos lisonjeados por ele nos atender e receber os nossos pleitos, sempre com muita deferência. Focamos na parte estrutural, porque é a mais urgente e a nossa região precisa disso para continuar se desenvolvendo economicamente. Essas duas rodovias, por exemplo, são importantes corredores rodoviários para escoamento da produção agrícola da região. Quando concluídas, vão facilitar o transporte de grãos e fibra, desonerando a produção e reduzindo o tempo”, avalia o presidente da Aiba, Odacil Ranzi.

Acompanhado do ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, o presidente Jair Bolsonaro seguiu direto para Coribe, também no Oeste baiano, para entregar um trecho de 67 quilômetros da BR-135, que passa pelas cidades de Jaborandi e Cocos, além de Coribe. A primeira parte, que fica entre Coribe e Cocos, de 37 km, foi concluída em 2018 e está em operação, incorporando-se ao novo corredor logístico que ligará a região ao Sudeste do Brasil e que integrará a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) quando em ativida. Durante o encontro com o presidente Bolsonaro, os produtores baianos comemoram mais este avanço na infraestrutura logística do Oeste da Bahia para o escoamento da produção de grãos e fibra local.

O presidente da Abapa, Luiz Carlos Bergamaschi, reforça a importância do governo federal continuar acreditando no setor produtivo, garantindo recursos em obras estruturantes principalmente em rodovias e comunicação. “Ao atender as demandas em infraestrutura do setor agrícola, o governo federal se junta aos esforços que vem sendo empreendidos localmente pelos produtores, juntamente com os executivos municipal e estadual, na recuperação, e mais recentemente, na pavimentação de estradas como a Rodovia Rio Grande e Timbaúba pela Patrulha Mecanizada da Abapa. Tenho certeza que vamos continuar trabalhando com o apoio do poder público para fomentar o desenvolvimento em obras que vão trazer desenvolvimento não somente para o setor agrícola, com o escoamento da sua produção, mas para toda a população, que vai se deslocar com mais segurança e qualidade pelas nossas estradas e rodovias”, reforça.



Em setembro do ano passado, durante encontro para a assinatura do termo de compromisso e parceria para construção de trecho de 18 Km da Fiol, no trecho entre Bom Jesus da Lapa e São Desidério, os produtores rurais baianos também se encontraram com o presidente Bolsonaro e com o ministro dos transportes e demonstraram a satisfação com a retomada da obra, ao mesmo tempo que reforçaram as demandas do setor produtivo local, como o novo traçado da BR-030, ligando o município de Côcos à BR 020, conclusão do trecho da BR 135 entre Correntina a São Desiderio .

 Ascom Aiba/Abapa