Em quatro dias, ao menos 30 mortes causadas pelo coronavírus foram registradas no Amazonas, segundo defensores públicos de municípios do interior do estado. Os óbitos teriam acontecido por falta de oxigênio e problemas com o deslocamento de pacientes, entre a última sexta-feira (15) e esta terça (19).

A Defensoria Pública acusa os governos estadual e federal de não ter um plano efetivo para evitar os falecimentos.

O Amazonas vive uma colapso do sistema de saúde desde a última quinta-feira (14), por conta do aumento de casos da Covid-19 e da falta de oxigênio nos hospitais.

 (Metro1)