html image example
Após receber 'remédio mais caro do mundo', Kyara Lis já respira sem aparelhos e dá primeiros passos ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral


  A pequena Kyara Lis, que tem o diagnóstico de Atrofia Muscular Espinhal (AME), completa dois anos no próximo dia 2 de agosto. Ela chega nessa idade conseguindo respirar e comer sem ajuda de aparelhos, além de dar os primeiros passos

  Esses movimentos se tornaram possíveis depois que a brasiliense recebeu o "remédio mais caro do mundo", em novembro do ano passado. O Zolgensma é vendido por uma empresa suíça por 2,1 milhões de dólares – à época, cerca de R$ 12 milhões.

 A família, que mora em Águas Claras, no Distrito Federal, conseguiu arrecadar R$ 5,3 milhões por meio de rifas e doações. E em 21 de outubro, o Ministério da Saúde depositou o valor restante, de R$ 6.659.018,86, após determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Diagnóstico

  A AME é uma doença degenerativa rara. Quem desenvolve a atrofia não consegue produzir uma proteína essencial para a sobrevivência dos neurônios motores responsáveis por movimentos vitais, como respirar, engolir e se mover.

  A mãe da Kyara disse que a filha foi diagnosticada com AME quando tinha 10 meses. Mas, quando a criança estava com um mês de vida, já apresentava tremores nas mãos.

  Kayra lembra que um pediatra encaminhou a bebê para o Hospital Sarah Kubitschek, em Brasília. Lá, os médicos solicitaram exames genéticos e, em 12 de junho de 2019, foi confirmada a doença.