html image example
Afeganistão: Mães jogam bebês a militares por arame farpado em aeroporto ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral

Após o Talibã assumir o controle do Afeganistão, vídeos registrados na região mostram situações extremas nas quais mães e pais jogam seus filhos por cima do arame farpado no aeroporto de Cabul para que os militares estrangeiros retirem eles do país.

As imagens divulgadas nesta quinta-feira (19) revelam crianças e bebês sendo passados de mão em mão em uma multidão do lado de fora do aeroporto, onde milhares de pessoas tentam fugir, para chegar até um grupo de soldados britânicos.

Thank you for watching

“Foi terrível. As mulheres estavam jogando seus bebês por cima do arame farpado, pedindo aos soldados para levá-los. Alguns ficaram presos no arame”, relatou uma testemunha à Skynews, emissora que transmitiu as primeiras imagens das crianças passadas pelo muro.

No local, até mesmo algumas mulheres, pressionadas pela multidão, são vistas agitando documentos e passaportes para tentar garantir autorização e acesso aos aviões.

Imagens da situação extrema foram reveladas pela imprensa
Imagens da situação extrema foram reveladas pela imprensa – Foto: ANSA / Ansa

Apesar da mobilização, o secretário de defesa do Reino Unido, Ben Wallace, disse à emissora que nenhum menor desacompanhado será levado para fora do Afeganistão.

“Não podemos simplesmente levar um menor por conta própria. A criança foi levada porque a família também será levada. É muito, muito difícil para aqueles soldados, como mostram as filmagens, lidar com algumas pessoas desesperadas, muitas das quais estão apenas querendo deixar o país”, alertou o britânico.

Enquanto as operações de evacuação de diplomatas e colaboradores locais de países ocidentais continuam, rebeldes do Talibã bloqueiam o acesso ao aeroporto de Cabul e os postos de controle na estrada pra obstruir a passagem dos afegãos.

O grupo, que tenta vender uma imagem de “moderação” para ganhar aval da comunidade internacional, já começou a dar sinais de que endurecerá a repressão contra opositores. Até agora, ao menos quatro pessoas morreram em Asadabad, no leste do Afeganistão, após os extremistas dispararem contra uma multidão que celebrava a independência do país.

Terra