html image example
Bolsonaro diz que exagerou no ato de 7 de Setembro e promete não ‘melar’ eleições ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que extrapolou durante discursos golpistas nas manifestações de 7 de Setembro e que muitos de seus apoiadores esperavam que ele “chutasse o pau de barraca”. Ao explicar o seu recuo com uma carta escrita com a ajuda do ex-presidente Michel Temer (MDB), porém, disse que preferiu “acalmar tudo”. Segundo ele, não há chance de “melar a eleição”, como já chegou a ameaçar.

“Esperavam que eu fosse chutar o pau da barraca. Você imagina o problema que seria chutar o pau da barraca”, disse Bolsonaro, em entrevista à revista Veja. Ainda na entrevista, Bolsonaro disse também que não convocou as manifestações.

STF

A presença de Bolsonaro nas manifestações com pautas golpistas gerou forte reação do Supremo Tribunal Federal (STF) e de parte do Congresso, com a possibilidade de um início de processo de impeachment ganhando força. O presidente chegou a dizer em discurso realizado em São Paulo que não acataria mais decisões do ministro Alexandre de Moraes. O recuo nos dias seguintes foi bastante criticado por parte de seus apoiadores.

Ao dizer que extrapolou em algumas falas em São Paulo, Bolsonaro não explicou quais. “Eu vinha falando que estamos lutando por liberdade e comecei a falar uns quinze dias antes que estaria na Esplanada e em São Paulo. Mas em São Paulo, quando eu falei em negociar, eu senti um bafo na cara. Extrapolei em algumas coisas que falei, mas tudo bem”, disse.

O presidente afirmou ainda que “depois das manifestações de 7 de Setembro, houve a reação do STF. Teve o telefonema do Temer, ele falou para mim: ‘O que a gente pode fazer para dar uma acalmada?’. Respondi que o que eu mais queria era acalmar tudo”, disse.

Questionado sobre a possibilidade de o presidente se valer de um golpe para manter o poder, Bolsonaro garantiu que “a chance é zero”, admitindo, no entanto, que houve pressão “de algumas pessoas” para que o governo “jogasse fora das quatro linhas”. Quem são essas pessoas, ele não revelou, mas afirmou que o ambiente agora está pacificado.