html image example
Embasa: Implantação da rede de esgotamento sanitário tem início em novo bairro de Barreiras ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral

Ao morarem ao lado de um canal de drenagem (água de chuva), que recebe contribuição indevida de esgoto, que escoa direto para o rio, os moradores do bairro Morada Nova, na divisa com a Vila Brasil e São Miguel, em Barreiras, reconhecem a importância do saneamento básico para melhoria da qualidade de vida.
 A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) começou, nesta segunda-feira (30), a implantar 4.400 metros de rede coletora e de ramais prediais que vão beneficiar, nos próximos dois meses, 500 novos imóveis com a prestação do serviço de coleta e tratamento dos esgotos domésticos. As intervenções, com abertura de valas em terreno de chão batido, começaram nas ruas Cardeal Arco Verde e Constantino Catarino de Souza, exatamente ao lado do canal de drenagem.

Ao observar o início da obra, o morador do bairro, o motorista José de Santana não tem dúvida da importância do empreendimento. “A gente sabe que é um benefício muito importante e que é básico para a população”. Já o serralheiro Antônio Mendes afirma que a obra de esgoto é um desejo dos moradores do bairro Morada Nova. “As pessoas estavam ansiosas pela obra e pelas mensagens trocadas nas redes sociais, temos certeza que todos sabem o quanto vai mudar e para melhor a vida de quem mora em nosso bairro”, afirma. Enquanto isso, durante a implantação da rede, a população precisa ficar alerta à sinalização da obra e com a eventual interrupção do tráfego, entre as 8h e 18h, nos locais onde a rede será implantada.

Segundo o gerente da área de esgotamento sanitário da Embasa, Vagner Pereira, a implantação da rede na Morada Nova é mais uma parceria com a Prefeitura de Barreiras, que prevê a pavimentação em bloquetes nas ruas logo após a conclusão da obra de esgotamento sanitário. A Embasa vem avançando na ampliação do acesso ao serviço de esgotamento sanitário em Barreiras com obras em andamento também na Barreirinhas e na Morada da Lua. Até o final do ano, a previsão é que o serviço de coleta e tratamento dos esgotos domésticos atinja 82% dos imóveis da sede do município.

Assessoria de Comunicação da Embasa