Na tarde desta terça-feira (26), a defesa do caminhoneiro bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes afirmou que ele se entregou à Polícia Federal. Conhecido nas redes sociais como Zé Trovão, ele investigado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) por ameaças à democracia

Em nota, os advogados Elias Mattar Assad e Thaise Mattar Assad, afirmam que Zé Trovão se apresentou espontaneamente ao delegado-chefe da Polícia Federal em Joinville, Santa Catarina.

A defesa de Marcos Antônio, que estava foragido no México, afirmou que agora, após a apresentação dele à PF, entrará com um pedido de liberdade para o caminhoneiro.