Depois de dois anos que Jair Bolsonaro lançou o Aliança pelo Brasil, o partido só conseguiu validar 32% das assinaturas necessárias para ser criado. E o presidente segue sem partido.

Segundo a coluna de Guilherme Amado, do portal Metrópoles, a legenda validou 159 mil assinaturas até agora. São necessárias 492 mil para que a sigla saia do papel na Justiça Eleitoral. O estado com mais apoio é São Paulo, com 30,3 mil assinaturas. Rio de Janeiro, reduto eleitoral do clã Bolsonaro, só conseguiu validar 4,4 mil apoiamentos.

O favorito da vez para filiar Bolsonaro já foi o PTB, o Patriota, o PP e hoje é o PL, presidido por Valdemar da Costa Neto, preso no mensalão. A cerimônia de filiação seria nesta segunda-feira (22), mas foi desmarcada.