O ator André Gonçalves vai encerrar sua carreira artística. Preso por não pagar a pensão alimentícia das filhas, o potiguar concedeu entrevista ao jornal O Globo e disse que não aguenta mais “tanta pressão por dinheiro”.

Segundo André, a prisão, pedida pela própria filha, é “devastadora”. “Então eu decidi parar, vou parar e encerrar a carreira. Eu não sei o que vai acontecer, sabe? Eu não vou suportar ser preso. Encerrando eu dou um novo passo na minha vida. Eu posso construir uma nova história. Não aguento mais tanta pressão por dinheiro. Eu venho com isso há cinco anos. Achando que todo dia vai ter um oficial de Justiça na minha porta, me acordando às 5h da manhã, de sobressalto. Há cinco anos eu vivo isso”, desabafou.

Thank you for watching

Ao UOL, em novembro, a defesa do ator, representada pelo advogado Sylvio Guerra, eles aguardavam uma notificação da Justiça. Ele destacou que André pretende retomar o pagamento da pensão assim que voltar a trabalhar, já que “não teve grandes trabalhos” nos últimos anos.

André aproveitou o momento para criticar a legislação que obriga o pagamento de pensão: “É cruel essa lei (pensão alimentícia) determinar a prisão em cárcere privado porque ela não resolve”. “Eu não tenho R$ 350 mil e nem R$ 110 mil. Eu vou preso. Então eu acho desproporcional porque como sou um trabalhador autônomo não posso pagar R$ 6 mil para um e R$ 4,5 mil para outro. Me sinto no paredão de fuzilamento. Não sou uma pessoa má. Nunca fui com eles”, relatou.

Ele é pai de três filhos: Valentina, Manuela e Pedro. André Gonçalves vai cumprir pena de prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica por dever R$ 350 mil de pensão para Valentina Benini, de 18 anos.