No boletim divulgado nesta terça-feira (28) pela Secretaria da Saúde, a Bahia registra 673 casos de gripe com laudo positivo para Influenza A H3N2 e oito mortes ocasionadas pela doença. O documento indica que 114 casos evoluíram para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e necessitaram de hospitalização.

As oito mortes registradas representam uma taxa de letalidade de 7,1% entre os casos de SRAG hospitalizados. A maior letalidade foi observada na faixa etária igual ou maior a 80 anos, com registro de 6 óbitos.