O sertanejo Zé Neto revelou nesta semana que foi diagnosticado com uma doença pulmonar. A assessoria de imprensa do cantor informou que ele apresenta “foco de vidro no pulmão”, que causa falta de ar para cantar.

Em conversa com o G1, o pneumologista Rafael Musolino explicou que a doença se chama vidro fosco e falou sobre suas possíveis causas e os sintomas.

“Vidro fosco é uma alteração vista na tomografia de tórax. É uma alteração que aparece secundária a alguma inflamação pulmonar. Ela pode ser causada por uma infecção, como a Covid, e pode ser secundária a alguma agressão ao pulmão, como o uso do cigarro eletrônico”, explica.

Segundo o especialista, o tratamento da doença depende da causa. No caso do cantor Zé Neto, ele atribuiu o foco de vidro ao uso de cigarro eletrônico, de acordo com um vídeo publicado nas redes sociais na madrugada de quarta-feira (22).

“De maneira geral o cigarro eletrônico contém nicotina e outras substâncias na sua composição. O uso excessivo no curto prazo pode causar inflamação pulmonar. A longo prazo pode causar asma, bronquite, inflamação. Existem algumas substâncias, como metais pesados, que podem aumentar o risco de câncer”, afirma.

O pneumologista afirma que o usuário pode desenvolver o vício e apresentar tosse, cansaço e dificuldade para respirar. Também é possível que desenvolva pneumonite, asma e bronquite.

“Possivelmente até câncer, no caso do uso a longo prazo. Mas não se tem uma certeza ainda, já que a droga é nova.”