Comparado a anos anteriores, dezembro de 2021 vem batendo recordes nos acumulados de chuvas. Entre os dias 1º e 26, a estação pluviométrica de Ondina, em Salvador, usada como referência, registrou acumulados de chuva de 360,4 mm, superando em seis vezes a normal climatológica do período, que é de 58,1mm, o que também faz do último mês de 2021 o mais chuvoso em 32 anos.

De acordo com as informações do Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil de Salvador (Cemadec), nas últimas 72h foram registrados acumulados de chuva em alguns pontos da cidade que também superam a média histórica, a exemplo de Pau da Lima, com 187,6mm, Castelo Branco, 181mm, Mirantes de Periperi, 180,6mm, Sete de Abril – Bosque Real, 177,8mm, e Pirajá, 177,8mm.

Já no comparativo anual, em se tratando de precipitações, 2021 ocupa o posto de terceiro ano mais chuvoso dos últimos 11 anos, com 2.145,4mm de acumulados de chuvas até o momento, sendo superado por 2011 (2.169,4mm) e 2020 (2.297,1mm).

As normais climatológicas são médias de parâmetros meteorológicos computadas em um período de 30 anos consecutivos, obedecendo a critérios recomendados pela Organização Mundial de Meteorologia (OMM). No caso de Salvador, este padrão é determinado por medições realizadas nos últimos 30 anos pelo pluviômetro de Ondina, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), então o único existente na cidade.