O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Benjamin Zymler, teve uma arma apontada para a cabeça por um homem, na tarde de sábado (5), em Brasília.

A Polícia Militar do Distrito Federal confirmou que o incidente ocorreu depois de dois bandidos invadirem a casa do magistrado em tentativa de assalto.

Zymler ingressou no TCU em 1992 e mora em uma residência no Lago Sul, região nobre de Brasília.

Os dois homens também renderam a esposa e a filha do ministro. A intenção era colocar todos os moradores em um cômodo para ter o caminho livre para roubar objetos da casa. O plano, no entanto, teria sido frustrado pela cadela da família, que, ao latir, alertou o vigilante. Os bandidos fugiram sem levar nada da residência.