Chega a 37 o número de trechos de rodovias baianas afetadas pelas fortes chuvas deste mês de dezembro. A ação de monitoramento sobre a situação dos pontos atingidos continua sendo realizada pelo Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra).

Mais seis ocorrências novas foram registradas nas regiões do Baixo Sul, na BA-542, do Vale do Jiquiriça, na BA-545, no Litoral Sul, no acesso à Floresta Azul e na BA-001, no oeste, na BA-172, e na Sudoeste, na BA-634, na tarde segunda-feira (27).

A equipe técnica da Secretaria de Infraestrutura no Baixo Sul acompanha a situação no KM 10 da BA-542, entre Valença e a BR-101. O grande volume de água invadiu a pista no último final de semana. O tráfego de veículos na rodovia encontra-se normal. No sudoeste baiano, o trânsito da BA-634, que liga Itambé a Ribeirão do Largo, foi interditado na região da ponte sobre o Rio Pardo por conta do alto nível de água e a previsão de abertura das comportas da barragem do Machado, em Minas Gerais. A circulação de veículos está proibida na BA-632, do distrito de Inhobim, em Vitória da Conquista, até Encruzilhada devido a um deslizamento de terra ocorrido nesta segunda-feira (27).

Thank you for watching

Na BA-549, o trânsito entre o distrito de Itaibó, em Jequié, e Baixa Alegre foi interrompido no último domingo (26) por conta de rompimento de aterro de um dos encontros da ponte. Uma alternativa para o motorista que deseja chegar à localidade é utilizar da BA-548, que liga os entroncamentos da BR-330, próximo à Jitaúna, e da BA-549. A passagem de automóveis pela BA-263, na região da Serra do Marçal, entre Vitória da Conquista e Itambé, foi liberada em meia pista hoje (27) após a limpeza da pista, que havia sido bloqueada por causa de deslizamento de terra.

A Seinfra permanece monitorando a situação na BA-262, de Poções até Nova Canaã, em que houve deslizamento de terra e a pista apresentou algumas fissuras. O fluxo pela via está normal. O deslocamento de veículos no KM 35 da BA-130, que liga Ibicuí com Ibipitubã, ainda está interditado depois que o bueiro rompeu devido ao volume de água das chuvas. As intervenções emergenciais na rodovia serão iniciadas nos próximos dias. Em Itapebi, os equipamentos estão sendo deslocados pelo consórcio da Costa do Descobrimento para a recomposição do aterro em um dos encontros do pontilhão na BA-274, entre os distritos de Ventania e Caiubi. Na BA-130, a empresa já está mobilizando as máquinas para começar os trabalhos de recuperação de aterro entre Firmino Alves e Itororó. A circulação de veículos foi retomada após a vazão de água do Rio Catolé.

O oeste baiano já possui com mais um trecho afetado pelas chuvas. A Secretaria de Infraestrutura também monitora a BA-172, entre São Félix do Coribe e Jaborandi. O grande volume de água invadiu parte da pista. A passagem de automóveis no local está normal. Na BA-465 foram registradas ocorrências em dois trechos. A pista rompeu e a ponte da Urissangas cedeu no trecho entre Angical e Missão do Aricobé. O grande volume de água sobre a rodovia entre Missão do Aricobé e Cotegipe também causou rompimento da pista. O tráfego está interrompido em ambas as estradas e a equipe técnica da Seinfra está fazendo um levantamento para verificar as intervenções necessárias. Assim como na BA-465, a passagem de veículos na BA-447, que liga Barreiras à Angical, encontra-se interditada por conta do nível da água sobre a via.

Um trecho da BA-540, na região do Vale do Jiquiriçá, está sendo monitorado pela Secretaria de Infraestrutura. No KM 20 entre Amargosa e Mutuípe ocorreu um deslizamento de terra e a via pode ser interditada por questões de segurança. Em Conceição do Almeida, os serviços para a recomposição da via na BR-242, que faz ligação com São Felipe, que rompeu no último sábado (25), foram iniciados pela prefeitura do município do Recôncavo hoje (27). O trajeto entre as cidades pode ser feito usando o desvio por uma estrada vicinal de Conceição do Almeida. O tráfego no KM 41 da BA-001, que liga Nazaré à Bom Despacho, foi retomado nesta segunda-feira (27) após a execução de serviços emergenciais. A limpeza para a desobstrução da pista na BA-496, que liga o distrito de Sodoma, em Muniz Ferreira, com a BA-096, está sendo feita. Na BA-026, o trânsito na ligação entre Santo Antônio de Jesus e Amargosa foi totalmente liberado ontem (26) depois da limpeza da via após deslizamento de encosta.

A BA-001, em Canavieiras, apresenta erosões no bordo nesta segunda-feira (27) por causa grande volume de água do Rio Pardo. A Seinfra acompanha a situação. O aumento do nível de água sobre o Rio de Contas, assim como nos Rios Cachoeira e Almada, causou a interrupção do tráfego em rodovias na região do Litoral Sul. A passagem de veículos na BA-654, que liga Taboquinhas à Itacaré, foi bloqueada desde a noite de sábado (25) por conta do volume de água no Rio de Contas. Para chegar em Taboquinhas, o motorista deve utilizar a BA-654, do entroncamento da BR-101, próximo à Aurelino Leal, até o distrito. O nível de água nos Rios Cachoeira e Almada já havia motivado à proibição do fluxo em dois trechos da BR-415, de Ilhéus até Itabuna e entre Itabuna e Floresta Azul, e em um da BA-262, de Itajuípe até Coaraci. O trânsito só será retomado quando houver a vazão de água na pista. No acesso à Floresta Azul, a empresa responsável pela manutenção fará a recuperação do aterro rompido ontem (26).

O deslocamento de motos, carros, ônibus e caminhões na BA-972, em Coaraci, entre a sede municipal e os distritos de Itamotinga e Cafundó, e na BA-651, de Coaraci até Itapitanga, ainda está interrompido devido às dificuldades de acesso. Na BA-651, a empresa está construindo um desvio provisório devido ao rompimento da pista para retomar o fluxo de automóveis na rodovia. Na BA-120, o tráfego para veículos de pequeno porte na ligação entre Itapé e Itaju do Colônia já foi autorizado. A empresa contratada para recompor o aterro rompido na última semana está mobilizando os equipamentos para iniciar os serviços. As ações emergenciais para permitir a passagem de ônibus e caminhões na via começarão nos próximos dias. Na BA-262, o motorista deve dirigir com atenção no trecho entre Ilhéus e Uruçuca por causa do volume de água na via.

Na região da Chapada Diamantina, o deslocamento na BA-245, entre a BA-142, Itaetê e Marcionílio Souza, está em meia pista por conta de rompimento no bordo da via. O ponto encontra-se sinalizado. Na BA-046, que liga Iaçu à Itaberaba, abriram erosões às margens da rodovia. A passagem de veículos na BA-144, de Tanquinho de Lençóis até Bonito, ainda continua interrompida após a pista ceder. As máquinas estão sendo deslocadas pela empresa responsável pela manutenção a fim de começar os reparos necessários. O asfalto na BA-148, entre Rio de Contas e Livramento de Nossa Senhora, apresentou fissuras. O tráfego permanece normal e a Seinfra monitora a situação da via. Os serviços na BA-225, de Presidente Dutra até Uibaí, de recomposição já foram iniciados. A Seinfra acionou a Polícia Rodovia Estadual (PRE) a fim de bloquear o fluxo de ônibus e caminhões no trecho.

No Extremo Sul, o tráfego continua interrompido nos KMs 17 e 30 da BA-284, entre Itamaraju e Jucuruçu, por conta do volume de água. Os trechos estão sinalizados. Em Prado, a circulação de motos e carros no KM 02 da BR-489, que faz ligação com Itamaraju, e na ponte de acesso ao município está liberada. A passagem de automóveis de grande porte só será autorizada em ambos quando os reparos forem iniciados. (MEtro1)