• Girl in a jacket
  • MPF quer impedir propaganda eleitoral através do Telegram ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral

    Um grupo do Ministério Público Federal (MPF) quer impedir a propaganda eleitoral através do aplicativo de troca de mensagens Telegram. O uso da plataforma russa é incentivado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que tem mais de um milhão de seguidores e se sobressai com sobras entre os demais pré-candidatos à presidência da República.

    De acordo com o Estadão, a avaliação de que o aplicativo não pode servir de palanque é respaldada por procuradores que atuam diretamente no combate a crimes cibernéticos como a divulgação de ‘fake news’.

    Ainda segundo o jornal, o argumento é baseado no fato de o Telegram não ter representação no Brasil e não cumprir ordens da Justiça. Desta forma, as propagandas dos candidatos não poderiam se desenrolar em um ambiente “descontrolado”.

    O mesmo princípio inclusive se aplicaria a outros aplicativos como o Gettr, Parler e Gab, também utilizados, em sua grande maioria, por apoiadores do presidente da República.

    O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, enviou no último dia 16 um ofício ao Telegram, solicitando audiência com Pavel Durov, fundador da empresa.

    Barroso pediu, segundo o Estadão, um encontro para discutir cooperação contra a desinformação que circula no aplicativo. O ministro também solicitou que Durov indique um representante da empresa para dialogar com o TSE.

    O Telegram, no entanto, tem ignorado o pedido de Barroso até o momento.

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ