• Girl in a jacket
  • Por falta de verba, Inpe vai encerrar monitoramento do bioma Cerrado ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral

    A partir do mês de abril, o país vai ficar sem referências sobre os dados de desmatamento no Cerrado. Por falta de verba, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) desmobilizou a equipe de pesquisadores focados no monitoramento do bioma, e os dados devem ser mantidos até abril. Depois disso, o projeto vai ser descontinuado.

    O monitoramento é essencial para a tomada de ações na preservação do bioma.

    De acordo com o Inpe, a verba que mantinha a equipe de monitoramento do Cerrado se encerrou em 31 de dezembro, mas o órgão não tem orçamento para continuidade do programa. Para manter a equipe e o projeto seriam necessários R$ 2,5 milhões ao ano.

    Segundo o balanço mais recente divulgado pelo instituto, divulgado em dezembro, o desmatamento no Cerrado aumentou 7,9% entre agosto de 2020 e julho de 2021, alcançando a marca de 8.531 km². A extensão corresponde a cinco vezes a cidade de São Paulo.

    Financiamento
    Desde 2016, o monitoramento era feito com financiamento do Forest Investment Program (FIP), administrado pelo Banco Mundial. A verba de US$ 9 milhões era dividida entre o Inpe, para a pesquisa, e outras duas universidades. Em 31 de dezembro, o financiamento se esgotou.

    O Inpe tenta novas verbas com a sugestão de um novo projeto de monitoramento de biomas brasileiros, o que incluiria o Cerrado. A proposta seria financiada pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), mas ainda não há retorno sobre a aprovação.

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ