• Girl in a jacket
  • DIRETOR DA OMS DESTACA ÚNICA FORMA DE ACABAR COM A PANDEMIA ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral


     O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou, nesta terça-feira, 1º, que é muito cedo para os países declararem vitória sobre a pandemia da covid-19 ou desistirem das tentativas de interromper a transmissão. 

    “Estamos preocupados que uma narrativa tenha se consolidado em alguns países que, por causa das vacinas e por causa da alta transmissibilidade e menor gravidade da Ômicron, a prevenção da transmissão não é mais possível e não é mais necessária”, disse Tedros.

    “Nada poderia estar mais longe da verdade”, disse ele, enfatizando que “mais transmissão da Covid-19 significa mais mortes”, completou ele, que disse que o vírus é perigoso e continua a evoluir “diante de nossos olhos”.


    Vacinação e crucial

    O diretor da OMS destacou que acabar com pandemia é uma questão de escolha das autoridades mundiais. Para isso, segundo ele, é fundamental vacinar 70% das populações de todo o mundo até meados de 2022.

    “Todos estamos cansados. O mundo não aguenta mais e nós precisamos terminar essa pandemia. Temos meios de fazer isso”, disse o chefe da OMS.

    Ele enfatizou que desde que a Ômicron foi detectada pela primeira vez no sul da África há 10 semanas, quase 90 milhões de casos foram relatados à OMS – mais do que em todo o ano de 2020.

    E embora a nova variante tenha sido provocado casos menos graves, ele enfatizou que “agora estamos começando a ver um aumento muito preocupante de mortes na maioria das regiões do mundo”.

    “Não estamos pedindo que nenhum país retorne ao chamado bloqueio, estamos pedindo a todos os países que protejam seu povo usando todas as ferramentas do kit de ferramentas, não apenas vacinas”, disse Tedros, destacando a importância de continuar rastreando variantes que continuam a surgir como a sublinhagem da Ômicron, a BA.2.

    “Este vírus continuará a evoluir, e é por isso que pedimos aos países que continuem testando, vigiando e sequenciando”, disse ele.

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ