• Girl in a jacket
  • Polícia prende quadrilha especializada em golpes do bilhete falso no Oeste da Bahia ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral


     Nove suspeitos de estelionato foram presos pela Polícia Civil na tarde de quarta-feira (16), no município de Santana, região oeste da Bahia. Eles aplicavam golpe do "bilhete premiado", vendendo cartelas falsificadas e fraudando sorteios.
    As investigações apontam que o grupo realizava sorteios falsos, com vídeos pré-gravados mostrando dezenas supostamente sorteadas, enganando quem adquiria os bilhetes na esperança de ganhar prêmios em dinheiro. As transmissões eram realizadas pelas redes sociais, mas, no fim, nenhum apostador acertava as números e os golpistas ficavam com os valores pagos.

    De acordo com o delegado titular da delegacia de Santana, Paulo Victor Muniz, o grupo era investigado há alguns meses e atuava em cidades da região há pelo menos dois anos.

    "Temos registros do mesmo golpe em Barreiras, Ibotirama, Santa Maria da Vitória, Santana, Barra, São Desidério, Buritirama, Riacho de Santana e Cocos, além de ramificações nos estados do Piauí e do Maranhão", detalhou.

    Segundo ele, os suspeitos estavam de partida para outras cidades, onde aplicariam o golpe, quando foram presos em flagrante, um dia após promoverem mais um sorteio. Com o grupo, foram apreendidas sacolas com bilhetes, material com gravações dos sorteios e um valor em dinheiro, que não foi informado.

    "Acabaram de chegar em Santana, estava implementando o esquema criminoso aqui, que funcionava da seguinte forma: eles faziam vídeos gravados de sorteios, para no controle do sorteio, poder manipular se teria um vencedor ou se o prêmio acumularia", contou o delegado.

    As nove pessoas, que não tiveram nomes divulgados, foram encaminhadas para custódia da Delegacia de Santa Maria da Vitória, onde foram autuados em flagrante por estelionato. Na manhã desta quinta (17), eles seguem presos e as investigações seguem, para identificar mais integrantes do grupo criminoso.

    "Eram prêmios diários de R$ 500. Conseguimos encontrar todas os outros oito membros e providenciamos os atos em flagrante de cada um deles". (g1)

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ