• Girl in a jacket
  • Pastor deixa celular no conserto com bilhete de apelo e “agrado” para técnico ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral


     Uma loja de assistência técnica de Itaboraí, na região metropolitana do Rio de Janeiro, acabou virando palco de um “Casos de Família” nas últimas semanas. Em uma sequência de vídeos que somam mais de seis milhões de visualizações no TikTok, o técnico em informática Zalmir Ferreira compartilhou o apelo de um pastor para que a esposa não descobrisse supostas traições praticadas por ele, cujas provas estavam reunidas em um aparelho celular.

    “Há três semanas um casal deixou um celular na loja, ela disse que queria ver alguma coisa que tava no celular, mas que ele deixou o aparelho cair no vaso. Ela levou e falou que era para consertar e entregar só pra ela. Quando abri o aparelho, tinha um bilhete lá dentro”, contou o profissional ao BHAZ.

    No bilhete em questão, o marido assume ter uma amante e pede para que o técnico não encontre conserto para o celular. O homem ainda deixou o “agrado” de R$ 150 para que Zalmir acobertasse a situação.

    “Amigo, por favor, fala que este aparelho não tem mais jeito. Se minha esposa “ver” o que tem nele, eu perco a casa, o carro, a conta bancária, a amante e as ovelhas da igreja. Em nome do pai me ajuda, está aí um agrado pra você”, escreveu o pastor no bilhete.

    Ameaças

    Zalmir trabalha na área há sete anos e disse que não poderia deixar o profissionalismo de lado. Por esse motivo, ele não quis se envolver na situação e devolveu o dinheiro ao cliente. Após consertar o aparelho normalmente, no entanto, ele conta que o homem voltou à loja para ameaçá-lo.

    “Eu não vi o que tinha no celular, nunca olho. E como me envolvi com a história, aí que não queria saber mesmo, já tava dando muita confusão. Depois de dois dias que o celular foi consertado, ele apareceu lá sozinho, muito alterado, querendo o celular, me ameaçou dizendo que ia chamar um advogado”, conta.

    Mais tarde, no entanto, o homem voltou ao estabelecimento para se desculpar e assumir que “exagerou na dose”. “Ele reafirmou que tinha algo importante lá dentro, mas não queria falar o quê. Eu então devolvi o dinheiro dele e a cartinha, ele até brincou ‘pelo jeito não teve solução pro meu lado'”, narra Zalmir.

    Ao BHAZ, o técnico conta que essa não é a primeira vez que esse tipo de situação acontece em sua loja. “Teve um caso do ano passado, de uma pessoa bem conhecida, que levou a amante na loja e comprou várias coisas pra ela, fez manutenção no celular e passou no cartão da esposa dele”, lembra ele.

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ