• Girl in a jacket
  • Prefeitura demite guarda municipal suspeito de ameaçar e agredir jovem de 17 anos em Itapetinga na Bahia ~ Blog Barreiras Noticias | Juninho Sem Maquiagem

    A Prefeitura de Itapetinga, no sudoeste da Bahia, demitiu o guarda municipal Marcos dos Santos Silva, suspeito de agredir e ameaçar um jovem, de 17 anos, que discutiu com o filho dele, em julho deste ano.

    Segundo a prefeitura, a decisão foi tomada após um processo administrativo e uma investigação feita pela Corregedoria da Guarda Municipal.

    Thank you for watching

    No dia 31 de agosto, Marcos Silva foi denunciado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) pelos crimes de lesão corporal, constrangimento ilegal, disparo de arma de fogo, ameaça, violência arbitrária, além de falsidade ideológica, porque ele deu uma declaração falsa no boletim de ocorrência da corporação.

    O guarda-municipal foi exonerado horas depois de as imagens viralizarem nas redes sociais, causando a revolta nos moradores da cidade.

    Entenda o caso

    O guarda municipal foi filmado ao ameaçar e agredir um adolescente de 17 anos. As agressões foram motivadas por um desentendimento entre a vítima e o filho do guarda, que também agride o jovem.

    Nas imagens, é possível ver que guarda municipal está com uma arma em punho. Ele aborda o adolescente, que está sentado, e o xinga várias vezes antes de agredi-lo.

    “Você conhece ele? Você sabia que é meu filho? Então agora você está sabendo, desgraça. Abaixe a mão, que eu quero bater só na sua cara, seu filho da p***”.

    Depois de dar vários tapas no rosto do adolescente, o guarda também permite que o filho agrida o rapaz. Em seguida, ele pergunta quantos anos a vítima tem e onde ele mora. Enquanto faz os questionamentos, o filho dele segue a agredir o jovem com vários tapas no rosto.

    As agressões físicas e verbais continuam, enquanto o guarda pergunta onde o jovem estuda. O filho do agente público também segue dando tapas no adolescente, enquanto um terceiro homem se envolve na situação e também bate na vítima.

    É neste momento da gravação que o segundo guarda municipal aparece. Ele conversa com o colega agressor, e não faz nada com relação ao espancamento. As imagens encerram quando o filho do primeiro guarda municipal dá um chute na barriga do jovem.

    Segundo a Polícia Civil, todos os envolvidos, inclusive as testemunhas, serão intimados a prestar depoimento. Uma pessoa foi ouvida ainda na sexta e outras vão até a delegacia a partir de segunda-feira (17). O agressor pode responder por lesão corporal dolosa. (g1)

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ