• Girl in a jacket
  • Girl in a jacket
  • LABORATÓRIO VÊ AUMENTO DA TAXA DE RESULTADOS POSITIVOS PARA COVID NO PAÍS ~ Blog Barreiras Noticias | Modesto Repóter


    Em meio às festas do Carnaval, a taxa de testes com resultado positivo para Covid-19 subiu em todo o Brasil, segundo levantamento da Dasa. O número, de acordo com a rede, vem subindo paulatinamente desde o início de fevereiro e deve manter essa tendência nas próximas semanas.

    Considerando dados de mais de mil laboratórios da rede no país, a taxa de resultados positivos na semana de 3 a 9 de fevereiro era 17%. No período de sete dias seguinte, de 10 a 16, o percentual subiu para 19%. Já no intervalo de 17 a 23, que abrange os dias de Carnaval, passou para 23%.

    O levantamento também observou uma maior prevalência da XBB, uma subvariante da ômicron, nas amostras colhidas.

    Segundo o projeto da Dasa que faz vigilância genômica do coronavírus, o Genov, essa sublinhagem se sobrepôs às subvariantes BQ.1 e a BA.5 —esta última era uma das que predominavam em amostras sequenciadas pela iniciativa.

    José Eduardo Levi, coordenador do Genov, afirma que as aglomerações causadas pela folia e o avanço da subvariante estão por trás do crescimento dos diagnósticos positivos.

    “Se a gente tivesse o Carnaval sem uma nova variante, não teria esse aumento. E se a gente tivesse somente uma nova variante, também não teria tido esse aumento”, afirma.

    E, mesmo com o fim do Carnaval, a expectativa é de que o número continue crescendo. Levi diz que a folia multiplica o número de novos casos, e os foliões infectados podem levar o vírus a outras pessoas.

    “O Carnaval é um fator multiplicador. Ele faz com que um monte de gente se ‘positive’, e essas pessoas saem levando para outras.”

    No estado de São Paulo, os números são mais altos do que os observados no resto do país. De 3 a 9 de fevereiro, o estado apresentou taxa de 22%. Uma semana após, subiu para 25% e, nos dias que compreenderam o Carnaval, aumentou para 28%.

    Com base em dados de outras variantes e subvariantes do coronavírus, Levi afirma que o cenário atual deve ser de um pico rápido de novos casos e com queda igualmente acelerada. Ele diz acreditar que a taxa de positividade alcance em torno de 35% nas próximas semanas.

    Após isso, o número deve começar a cair em meadosde março, voltando então para um patamar mais baixo.

    PROTEÇÃO

    Em cenários como esse, a medida mais eficaz para evitar gravidades causadas pela Covid-19 é a vacinação. Por isso, Levi recomenda que as pessoas mantenham seu calendário vacinal contra a Covid-19 atualizado.

    Nos próximos dias, o Ministério da Saúde deve iniciar uma nova campanha voltada a imunizar aqueles com doses atrasadas e, também, para aplicar as vacinas bivalentes em grupos mais suscetíveis a complicações pela doença, como profissionais de saúde, idosos e grávidas.

    O uso de máscaras também é uma medida recomendada, principalmente para pessoas com maior risco para doença e em espaços de maior aglomeração e sem ampla ventilação.

    Mostra-se importante ainda a realização de testes em casos de suspeita da doença. E, se o resultado for positivo, é recomendado que a pessoa se isole a fim de evitar a dispersão do vírus.

    Os autotestes para Covid, por exemplo, podem ser úteis para uma resposta inicial frente a uma suspeita.

    A maior demanda por esses produtos foi observada pela rede de farmácias Drogasil. A empresa disse à reportagem que, em todo o país, a procura por autotestes subiu em torno de 30% no período após o Carnaval.

    A reportagem também questionou a Drogaria São Paulo, mas a empresa não informou dados, sob a justificada de posicionamento estratégico. (BN)

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ