• Girl in a jacket
  • Fugitiva se destaca por ser a única mulher do Baralho do Crime da BA ~ Blog Barreiras Noticias | Juninho Sem Maquiagem


     Procurada por homicídio, após assassinar uma professora na frente da filha de 2 anos, Edvania Pereira de Morais, conhecida por ‘Vaninha’ chama atenção por ser a única mulher entre os 32 criminosos mais procurados que integram o Baralho do Crime da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). Edvania é acusada de executar e planejar o crime.

    A vítima, assassinada em 20 de fevereiro de 2019, era a professora Élida Márcia, de 32 anos. Naquela ocasião, a mulher que morava em Juazeiro, no norte baiano, saía de casa em rumo ao trabalho, no momento em que foi surpreendida por diversos tiros na cabeça. A motivação para o crime teria sido, o fato da criminosa não ter aceitado o fim do seu relacionamento com Lázaro César Santana, que naquela ocasião era marido da educadora.

    Além disso, Edvania teria recebido ajuda de três pessoas para realizar o crime, sendo eles, Maicon Neves dos Santos, suspeito de efetuar os disparos de arma de fogo contra a professora. Railton Lima da Silva, que teria pilotado a moto que transportava o atirador e o pai de Vaninha, Edivan Constantino de Moraes, acusado de planejar o crime juntamente com a filha.

    Railton, que seria o piloto naquela ocasião, foi condenado pela Justiça em 2021, a 16 anos, 7 meses e 26 dias de prisão. Por outro lado, o pai da fugitiva foi absolvido. De acordo com ele, a filha planejou o crime sozinha. Ainda em 2019, a mulher ocupou a carta ‘Oito de Paus’ do baralho do crime e Maicon o ‘Sete de Espadas.

    Apesar de uma denúncia realizada pelo Ministério Público, Vaninha e Maicon seguem foragidos com mandado de prisão em aberto.


    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ