• Girl in a jacket
  • Cresce número de cidades baianas em situação de emergência por causa das chuvas ~ Blog Barreiras Noticias | Juninho Sem Maquiagem

     Governador Jerônimo Rodrigues se reuniu com prefeitos dos municípios atingidos na terça-feira (30).

    Subiu para 19 o número de cidades baianas em situação de emergência por causa das chuvas. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (31) pelo Governo do Estado.

    Na terça-feira (30), o governador Jerônimo Rodrigues se reuniu com prefeitos dos municípios atingidos por intensas chuvas e enchentes dos últimos dias.

    Durante o encontro, o gestor estadual destacou que todos as demandas apresentadas pelos prefeitos serão atendidas e que um o plano de ação será construído para garantir investimentos.

    "Desde quinta-feira, quando as chuvas começaram a cair mais forte no estado da Bahia, a gente vem dialogando com cada prefeito, com cada Defesa Civil dos municípios, e mantendo toda a equipe envolvida com ações de saúde, educação, infraestrutura e outras iniciativas", explicou.

    Ainda no encontro, foram alinhadas ações de assistência à população e assessoria técnica às equipes municipais durante e após o período chuvoso.

    Temporais atingiram diversos municípios do estado durante o mês de janeiro. Em Salvador, foram registrados alagamentos e casas foram invadidas pela água.

    No oeste da Bahia, cestas básicas e fardos de água foram entregues a moradores que ficaram isolados por causa das chuvas. A ação foi realizada pelo Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar e pelo 17º Batalhão de Bombeiros Militar (17ª BBM/Barreiras).

    Na ocasião, os militares atenderam moradores de sete localidades. São elas: Muquém de São Francisco, Angico, Mangatuba, Reforminha do Mel, Ziados, Fazenda Veneza e Divinéia.

    Em Cotegipe, que também fica no oeste do estado, não choveu nesta quarta-feira, mas a prefeitura informou que o município está com algumas comunidades alagadas.

    Conforme a gestão municipal, toda a região ribeirinha, que totaliza 50% das comunidades, tem cerca de 6.000 pessoas com dificuldades de mobilidade. O acesso dessas pessoas para a sede da cidade está sendo com barcos.

    Ainda de acordo com a prefeitura, a comunidade rural Boqueirãozinho segue sem energia elétrica. Isso porque a estrada que dá acesso ao local ficou obstruída após as fortes chuvas que atingiram a região. A gestão municipal disse que a via está sendo desobstruída para que a equipe da Coelba tenha acesso e solucione o problema.

    O munícipio recebeu a visita do Corpo de Bombeiros, que entregou cerca de 90 cestas básicas, água mineral e colchões para os moradores afetados. A Defesa Civil também visitou algumas comunidade.

    Outra cidade afetada na região é Wanderley. Conforme a assessoria de imprensa do município, alguns moradores continuam alojados em abrigos e o trabalho de limpeza contiua para quem teve a casa invadida pela água.

    Ainda de acordo com a prefeitura, cerca de 1.200 pessoas estão desabrigadas ou desalojadas na cidade.

    Em Anagé, na região sudoeste, cerca de 100 pessoas estão desabrigadas depois da chuva forte que caiu no município no último fim de semana.

    No sul do estado, as cidades de Medeiros Neto e Dário Meira registraram alagamentos após temporal.

    Em Dário Meira, pelo menos 120 famílias ficaram desabrigadas e a prefeitura do município decretou estado de emergência. Em imagens, é possível identificar que a água ultrapassou a altura das janelas de algumas residências.

    Cidades do norte da Bahia enfrentaram transtornos por causa das fortes chuvas que atingiram a região durante o final de semana. Um intenso volume de água foi registrado, famílias foram desalojadas e houve alagamentos.

    A situação afeta municípios como Irecê, Cansanção e Itiúba. Os municípios têm alertas de cor amarela, considerados perigosos, emitidos pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

    Em Feira de Santana, moradores da Rua Alfonso Celso, no bairro do Tomba, dizem que o nível da água chegou a quase um metro em algumas residências.

    Em Paulo Afonso, também no norte do estado, em pouco mais de duas horas, foram registrados 80 milímetros, volume considerado elevado, de acordo com Defesa Civil do município.

    Em Quijingue, no nordeste da Bahia, moradores ficaram ilhados após fortes chuvas que atingiram a região nos últimos dias, segundo informações da prefeitura. Não há informações de feridos.

    Confira lista das cidades baianas em situação de emergência por causa das chuvas:

    Anagé;

    Cansanção;

    Cícero Dantas;

    Cotegipe;

    Cravolândia;

    Dário Meira;

    Ibicuí;

    Iguaí;

    Ilhéus;

    Lagoa Real;

    Medeiros Neto;

    Monte Santo;

    Muquém de São Francisco;

    Nova Canaã;

    Quijingue;

    São Miguel das Matas;

    Saubara;

    Ubaíra;

    Wanderley. (G1).

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ