• Girl in a jacket
  • Girl in a jacket
  • Daniel Alves paga fiança, e Justiça da Espanha autoriza ex-jogador a deixar prisão que pode ser hoje ~ Blog Barreiras Noticias | Juninho Sem Maquiagem

     Tribunal de Barcelona emitiu auto nesta segunda (25) autorizando brasileiro a aguardar em liberdade decisão final. Alves recorreu da sentença que recebeu em fevereiro pelo crime de agressão sexual.

    A defesa de Daniel Alves depositou nesta segunda-feira (25) a fiança de 1 milhão de euros (cerca de R$ 5,4 milhões) para que a Justiça conceda liberdade provisória ao jogador, segundo informou ao g1 o Tribunal Superior de Justiça da Catalunha.

    Após o pagamento, os juízes da Audiência Provincial de Barcelona, responsável pelo caso, deram o auto de liberdade ao ex-jogador -- o que significa que ele pode deixar a prisão a qualquer momento.

    O ex-jogador poderia ter saído na quinta (21) e na sexta (22), mas não fez o pagamento da fiança até o fechamento do expediente bancário dos dois dias.

    Na sexta-feira, a advogada de Alves chegou a pedir ampliação do prazo limite para depositar a quantia em mais uma hora. Os juízes concordaram e ampliaram o prazo, mas, ainda assim, o pagamento não foi feito, segundo confirmou o tribunal.

    Em paralelo, o Ministério Público de Barcelona apresentou no sábado (23) um recurso à liberdade provisória de Daniel Alves. A Audiência de Barcelona também analisará o pedido da Promotoria. Caso aceite o pedido, o ex-jogador pode ter de voltar à prisão após ser solto.

    Se a Justiça mantiver sua decisão da semana passada, Alves fica em liberdade enquanto aguarda o recurso à sua condenação, o que pode acontecer só no fim do ano ou em janeiro de 2025.

    A liberdade provisória

    Em decisão publicada na quarta (20), os juízes da Audiência de Barcelona -- a corte mais alta da cidade -- aceitaram, em maioria, deixar Alves em liberdade enquanto a defesa aguarda a sentença definitiva.

    Em fevereiro, Alves foi condenado a quatro anos e meio de prisão pelo crime de agressão sexual -- ele foi acusado de estuprar uma mulher em uma boate em Barcelona. A defesa, no entanto, recorreu da sentença e, na sequência, pediu para que o brasileiro aguardasse a deliberação final em liberdade.

    Os juízes determinaram ainda que todos os passaportes de Daniel Alves -- o brasileiro e o espanhol -- serão retirados. (G1).

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ