• Girl in a jacket
  • Girl in a jacket
  • Brasil é o 6º maior produtor de energia solar do mundo; subiu duas posições ~ Blog Barreiras Noticias | Juninho Sem Maquiagem

    O Brasil ficou em 6º lugar entre os maiores produtores de energia solar do mundo em 2023. Os dados constam em levantamento divulgado na 2ª feira (8.abr.2024) pela Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica).

    A organização usa dados da Agência Internacional de Energias Renováveis para traçar o ranking de produtores de energia solar. Com produção de 37 GW (gigawatts), o Brasil subiu duas posições de 2022 para 2023 e está à frente de países como Austrália (33,6 GW), Itália (29,8 GW) e Espanha (28,7 GW). 

    A capacidade instalada é suficiente para abastecer cerca de 16 milhões de residências. Ao todo, o setor arrecadou R$ 5,6 bilhões no país, um crescimento de 49% frente a 2022. 

    A produção brasileira, porém, está distante dos 3 primeiros colocados no pódio. A China, em 1º lugar, registrou produção de 609 GW, mais de 16 vezes superior à do Brasil. Os Estados Unidos vêm na sequência, com 137 GW. Em 3º lugar, o Japão produziu 87 GW. 

    Ao se considerar a quantidade de potência adicionada em 2023, o Brasil sobe para o 4º lugar entre os maiores mercados de energia solar do mundo. Foram 11,9 GW a mais no ano.

    Os dados levam em consideração a soma das grandes usinas solares e dos sistemas de geração própria solar de pequeno e médio portes, em telhados e fachadas de edifícios e em pequenos terrenos, com base na potência total acumulada até o final de 2023. 

    A energia solar é a 2ª maior fonte de energia brasileira, com 17,4% de participação na matriz energética do país, segundo a Absolar. É responsável por mais de R$ 195 bilhões em novos investimentos e cerca de 1,2 milhão dos chamados empregos verdes no país. (Poder 360).

    Publicação em destaque

    TELECOM PROVIDER - INTERNET CAMPEÃ