LEM
COMUNIDADES DA BA 351 PROTESTAM CONTRA A OBRAS DO LINHÃO DA EQUATORIAL - Blog Barreiras Noticias | Região Oeste - Bahia

COMUNIDADES DA BA 351 PROTESTAM CONTRA A OBRAS DO LINHÃO DA EQUATORIAL

Na última semana moradores de comunidades de Buritirama, que ficam às margens da BA 351,  fecharam a estrada em protesto contra os estragos provocados pela construtora Andrade Gutierrez.  As carretas da empresa, que trabalham para a Equatorial 2 SPE S/A,  na construção do Linhão de Transmissão de Energia (LT) 500 Kv Rio das Éguas,  tem trafegado com intensidade e com uma carga superior ao que a estrada resiste.

 Isso tem causado graves danos a rodovia e chegando a impedir até mesmo o transporte escolar das crianças da comunidade. A BA 351 é a única via de acesso a estas comunidades e tanto a Andrade Gutierrez como a Equatorial tem se mostrado insensíveis aos apelos pela recuperação dos estragos provocados por eles nas estradas da região. Não só Buritirama tem sofrido com isso: Santa Rita de Cássia e Riachão das Neves também tem tido suas estradas avariadas pelas carretas destas   empresas. Em Riachão das Neves uma ponte foi destruída e até hoje não foi recuperada, o que tem obrigado a diversas comunidades fazerem um desvio de mais de 40 km para poderem ter acesso as suas casas.  

Por diversas vezes  as autoridades destes municípios tentaram resolver este problema junto às empresas. No dia 11 de junho deste ano, uma reunião com a EQUATORIAL foi convocada pelos prefeitos dos municípios que recebem as obras do Linhão, na sede do CONSID – Consórcio Intermunicipal do Oeste da Bahia, na ocasião o diretor da EQUATORIA, Ailton Costa Ferreira, pediu para que os pleitos fosse encaminhados diretamente a Equatorial e que seriam atendidos em prazo de urgência. Passados trinta dias uma nova reunião foi realizada, desta vez na sede da empresa em Brasília. Na ocasião a empresa negou a existência dos pontos de destruição da estrada e argumentou que a recuperação vinha sendo feita com regularidade pela Andrade Gutierrez, sua contratada. Como ficou claro pelas manifestações dos populares essa não é a realidade dos fatos.  E os moradores já prometem novas manifestações, inclusive com a ocupação dos canteiros e paralisação total das obras do Linhão.  Eles lembras que as chuvas estão chegando e com elas fica impossível a recuperação dos trechos e assim eles ficarão totalmente isolados.

Outro ponto que os prefeitos dos municípios que recebem o Linhão da Equatorial tem questionado é o não pagamentos dos impostos devidos aos municípios. O ISS devido pelas obras executadas não vem sendo pagos com os valores corretos. Este questionamento já está sendo feito juridicamente e os munícipios, agora, buscarão o ministério público para o ajuizamento de uma ação de cobrança destes valores devidos aos cofres municipais. Uma outra medida em andamento é suspensão das obras em seus municípios. Um ponto importante a se dizer é que em nenhum dos municípios foi concedido o alvará de construção para execução das obras: ou seja a EQUATORIAL está completamente  irregular.

COMUNIDADES DA BA 351 PROTESTAM CONTRA A OBRAS DO LINHÃO DA EQUATORIAL COMUNIDADES DA BA 351 PROTESTAM CONTRA A OBRAS DO LINHÃO DA EQUATORIAL Reviewed by CM on 07:15 Rating: 5

Sem comentários