Johnny Depp diz que não foram agressões, mas cocô na cama que acabou com seu casamento

 © Reprodução
A exposição da vida privada de Johnny Depp atingiu níveis escatológicos nesta sexta (10/7), durante o julgamento em Londres do processo que ele abriu contra o jornal britânico The Sun por difamação, devido a um artigo de abril de 2018 em que foi chamado de “espancador de esposa”.

Segundo um novo depoimento no tribunal, o ator jogou uma garrafa de champanhe e um celular contra a ex-mulher Amber Heard, que se vingou deixando cocô na cama do casal.

O episódio de agressão ocorreu após a festa para celebrar os 30 anos de Heard em abril de 2016, segundo a advogada do Sun, Sasha Wass.

O astro de “Piratas do Caribe” estava atrasado por causa de uma reunião com seu gerente de negócios — na qual havia recebido más notícias sobre as finanças.

Ele teria atacado Heard quando ela reclamou de seu atraso, jogando uma garrafa de champanhe contra ela e agarrando seus cabelos.

No dia seguinte, ele encontrou fezes na cama, algo que, segundo a advogada, Depp havia dito em mensagens de texto que achava hilário. Mas no tribunal ele afirmou que esse momento “absurdo” foi o que o fez decidir que eles tinham que terminar o casamento.

“Eu estava convencido de que foi a própria Heard ou uma de sua turma que deixaram fezes humanas na cama”, afirmou. “Eu pensei que era um fim bizarro e estranhamente apropriado para o relacionamento”.

A advogada do Sun também lembrou outro incidente, testemunhado pela irmã da ex-esposa, Whitney Heard, em que Depp tentou agredir as duas após uma discussão. Ele tinha sido confrontado por estar tendo um caso com uma ex-namorada e o resultado foi uma explosão de fúria, que deixou o apartamento em moravam totalmente destruído.

“Você empurrou Whitney para atacar a sra. Heard e bateu no braço de Whitney. A sra. Heard gritou ‘não bata na minha irmã’ e a sra. Heard então bateu em você”, descreveu a advogada na corte.

Depp negou ter empurrado e atingido Whitney e disse que não fez “nada violento”. Mas acrescentou que “possivelmente tentei me proteger, se isso for considerado violento”.

Durante o processo, Depp já caiu em contradições. Na terça (7/7), ele acusou Amber Heard de mentir sobre as agressões e ser infiel. Mas, na quinta (9/7), admitiu que “acidentalmente” deu uma cabeçada na ex-mulher em 2015, após a advogada do jornal mostrar gravações em que ele falava sobre a agressão.

Em sua cobertura exclusiva do julgamento, como parte no processo, o jornal britânico também publicou fotos em que Depp aparece passando mal após excessos de álcool e drogas, imagens de um café da manhã regado a cocaína, uísque e vinho, novos selfies de Amber Heard machucada após discussões e registros da destruição supostamente causada por Depp em sua casa após brigas e na propriedade que casal ocupou na Austrália durante as filmagens de “Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar” (2017).
Johnny Depp diz que não foram agressões, mas cocô na cama que acabou com seu casamento  Johnny Depp diz que não foram agressões, mas cocô na cama que acabou com seu casamento Reviewed by CM on 14:50 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS