Policial acusado da morte de George Floyd é solto após pagar fiança de R$ 5,6 milhões

 O ex-policial Derek Chauvin, acusado pela morte de George Floyd, entrou em liberdade condicional após o pagamento de US$ 1 milhão (cerca de R$ 5,6 milhões) de fiança nesta quarta-feira (7). As informações são do G1.

Ele foi detido em maio após ser flagrado com o joelho sobre o pescoço de Floyd em Minneapolis, nos Estados Unidos. Chauvin deve cumprir com algumas condições para continuar solto, como não poder voltar ao trabalho policial e nem se aproximar da família do ex-segurança negro.

Chauvin responde pelas seguintes acusações:

    Homicídio em segundo grau: assassinato intencional não premeditado, quando o autor tem intenção de causar danos corporais à vítima
    Assassinato em terceiro grau: quando se considera que o responsável pela morte atuou de forma irresponsável ou imprudente

A acusação diz que Chauvin manteve seu joelho sobre o pescoço de Floyd durante 8 minutos e 46 segundos no total. Eles ressaltam que nos últimos 2 minutos e 53 segundos, o ex-segurança já não respondia mais. Floyd morreu em um hospital logo depois.

Chauvin, de 44 anos, estava detido desde 29 de maio, dias depois de ser filmado pressionando com o joelho o pescoço de Floyd. O ex-segurança morreu na ação policial, o que gerou protestos nos Estados Unidos e no mundo.

(Correio)

Policial acusado da morte de George Floyd é solto após pagar fiança de R$ 5,6 milhões Policial acusado da morte de George Floyd é solto após pagar fiança de R$ 5,6 milhões Reviewed by CM on 15:28 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS