Os produtores rurais baianos, por meio da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), estão integrando as ações de mobilização nacional para redução dos casos de roubo de cargas e de acidentes nas rodovias, realizado pelo Serviço Social do Transporte (Sest) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat). Com as atividades finalizadas nesta quinta-feira (12), a entidade contribuiu durante três dias com a logística e equipe de orientação e distribuição de material educativo durante as blitze educativas ocorridas em trechos de rodovias que cortam Luís Eduardo Magalhães. O objetivo é orientar os caminhoneiros no planejamento da rota para garantir mais segurança nas viagens.
Estão sendo oferecidos atendimentos médicos, um circuito de saúde, especialidades de odontologia, fisioterapia, nutrição e psicologia, além de orientações de autoproteção e prevenção da Covid-19. Para o motorista Tiago Mesquita, que foi atendido pela campanha, esta é uma iniciativa que só traz melhorias e benefícios para a categoria. “Nossa cidade é carente de serviços e treinamentos relacionados a cargas perigosas e transporte de pessoas, e o Sest/Senat, com o apoio de entidade como a Abapa, pode abrir portas e dar melhores condições para motoristas profissionais e incentivar aqueles que estão iniciando a carreira”, comenta.  O motorista que mora em Luís Eduardo Magalhães relata que a cidade, por causa da força do setor agrícola, localiza-se em um ponto rodoviário estratégico no país, o que resulta em um fluxo muito grande de caminhoneiros.

O supervisor do Sest/Senat Nordeste, Roberto Knittel, agradece a parceria da Abapa  na promoção da ação junto aos motoristas que passam por Luís Eduardo Magalhães. “Graças a esse apoio conseguimos ampliar o trabalho possibilitando chegar em áreas de trânsito intenso de motoristas que pudessem participar da mobilização. Para o próximo ano, queremos avançar e trabalhar em ações com foco regional”, afirma Knittel, que relatou a possibilidade de abertura de um posto do Sest/Senat no oeste da Bahia.


O diretor-executivo da Abapa, Lidervan Morais, acredita ser fundamental este trabalho de orientação como forma de prevenir acidentes, roubos de carga e garantir uma rede de proteção aos motoristas. “Por ser uma área agrícola, a região é uma das principais rotas por causa do escoamento da safra e atendimento às fazendas com suprimento de sementes, adubos, fertilizantes às fazendas da região”, afirma. A mobilização, ocorrida no Oeste da Bahia, também foi realizada pelo Sest/Senat, em um total de 400 pontos em todo o Brasil.





Barreiras NotíAssessoria de Imprensa Abapa