Concurso Polícia Federal: Provas são confirmadas para o mesmo dia; Inglês é descartado


 

Foto: Divulgação

A Polícia Federal segue trabalhando para publicar o seu edital de concurso público (Concurso PF) neste mês de janeiro, conforme informou a corporação por meio de suas redes no fim de 2020. Neste início de 2021, a previsão foi reforçada pela diretora de Gestão de Pessoal da PF, delegada Cecília Silva Franco.

Em entrevista ao site Metrópoles, a diretora reafirmou o objetivo da PF em aplicar as provas dois meses após a publicação do edital. No dia 30 de dezembro, a corporação já havia publicado em sua conta oficial do Twitter que, se autorizada, pretende aplicar provas já em março.

Segundo informações da diretora, até o momento não se obteve resposta formal quanto a esse pedido. Porém, já existe uma sinalização positiva do Ministério da Economia quanto a demanda.

Segundo a diretora, as provas do concurso devem ser aplicadas todas no mesmo dia.

“Abrir para mais opções é sempre um prejuízo muito grande – inclusive na formação dos candidatos, há recurso empregado na manutenção de cada um na academia. Como muitas pessoas fazem mais de um curso e precisam, ao final, optar por um cargo, não conseguimos preencher as vagas do concurso. Gera prejuízo tanto para a instituição quanto para outros candidatos,” disse Cecília ao site Metrópoles.

Concurso da PF e a matéria de Inglês

Com a elaboração do novo edital de concurso da Polícia Federal, surgiu a possibilidade do edital do concurso da PF contar com a matéria de inglês. No entanto, a diretora confirmou que neste concurso não serão cobradas questões sobre Língua Inglesa.

“O formato e nível que chegamos é o que consideramos adequado para as necessidades da instituição. Com relação à inclusão de inglês no edital, não há qualquer possibilidade de ocorrer. Estamos, inclusive, com um projeto em tramitação para fornecer curso de inglês aos nossos servidores. Com relação à legislação, já está previsto no contrato que é obrigação da banca atualizar o conteúdo, de acordo com a lei vigente”, disse.

Andamento do concurso

A Polícia Federal finaliza, no momento, os preparativos de abertura do seu novo edital de concurso público (Concurso PF 2021). Foi divulgado no Diário Oficial da União, edição do dia 31 de dezembro, a informação de contratação do Cebraspe para organizadora.

Agora, com a assinatura de contrato entre as partes, o edital do concurso já pode sair. A vigência da contratação com a banca será até dezembro de 2022, período em que o concurso deverá ser homologado e todas as turmas já estarão em formação.

extrato de contrato

O cronograma oficial do concurso da PF ainda não foi definido. No entanto, a expectativa é que as provas sejam aplicadas nos primeiros meses do ano ou até junho, uma vez que a corporação trabalha para aplicar as provas ainda no primeiro semestre.

Mas, como deseja contar com os primeiros 1.500 policiais até dezembro, a corporação solicitou a redução do prazo entre edital e provas. A corporação almeja que as provas sejam aplicadas já no mês de março.

Concurso Polícia Federal: serão 2 mil vagas com os remanescentes

A Polícia Federal teve seu edital de concurso público (Concurso PF) autorizado no Diário Oficial da União com 1.500 vagas. No entanto, a corporação projeta 2 mil provimentos até 2022.

A informação foi passada pelo diretor-geral da Polícia Federal, Rolando Alexandre, na manhã desta segunda-feira, 14 de dezembro, durante discurso na cerimônia de encerramento do Curso de Formação Profissional de novos peritos e delegados. De acordo com ele, a chamada de 2 mil vagas será a soma das 1.500 autorizadas com 500 remanescentes, sendo:

  • primeira turma em 2021
  • segunda turma com os remanescentes em 2022

Na ocasião, Rolando Alexandre agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro, que estava presente na formatura, e ao ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, que estava ausente por ainda se recuperar da Covid-19.

“Neste momento a formação dos novos policiais federais não estaria acontecendo sem o seu apoio (Bolsonaro) incondicional em recomposição dos quadros da Polícia Federal – não apenas com essa turma que se forma hoje, mas também com a realização de um novo concurso público de 2 mil vagas: 1.500 já para 2021 e os excedentes para 2022”, disse o diretor-geral Rolando Alexandre.

Provas do concurso dois meses após edital?

As provas do concurso público da Polícia Federal poderão ser antecipadas. Acontece que o secretário executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Tercio Issami Tokano, enviou um oficio ao Ministério da Economia solicitando que, após a publicação do edital do concurso da Polícia Federal, a prova ocorra em 60 dias, ou seja, 2 meses.

O pedido para que as provas do concurso da PF sejam aplicadas dois meses após a publicação do edital conta com base legal, conforme prevê a Portaria 406 do Ministério da Economia. Veja

  • Art. 27. Fica delegada ao Secretário Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, observada a legislação em vigor, a competência para:
  • IV – autorizar a redução do prazo mínimo entre a publicação no Diário Oficial da União do edital do concurso público e a realização da primeira prova, não podendo o prazo ser inferior a dois meses;
provas 2 meses edital

De acordo com as regras do Governo Federal, as provas só poderão ser realizadas somente após 4 (quatro) meses após a publicação do edital do concurso.

Segundo o pedido formalizado no ofício, caso não seja reduzido o prazo para dois meses entre o edital e a prova, a Polícia Federal não conseguira formar seus novos servidores até o fim de 2020.

Sobre os cargos da Polícia Federal

DELEGADO DE POLÍCIA FEDERAL

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de bacharel em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e comprovação de 3 (três) anos de atividade jurídica ou policial.

ATRIBUIÇÕES: instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação; orientar e comandar a execução de investigações relacionadas com a prevenção e repressão de ilícitos penais; participar do planejamento de operações de segurança e investigações; supervisionar e executar missões de caráter sigiloso; participar da execução das medidas de segurança orgânica, bem como desempenhar outras atividades, semelhantes ou destinadas a apoiar o órgão na consecução dos seus fins.

SALÁRIO: R$ 22.672,48.

JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva.

AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL

REQUISITOS: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior em nível de graduação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

ATRIBUIÇÕES: investigar atos ou fatos que caracterizem ou possam caracterizar infrações penais, observada a competência da Polícia Federal; proceder à busca de dados necessários; executar todas as tarefas necessárias à identificação, ao arquivamento, à recuperação, à produção e ao preparo dos documentos de informações; executar todas as atividades necessárias à prevenção e repressão de ilícitos penais da competência da Polícia Federal; conduzir veículos automotores, embarcações e aeronaves; auxiliar a autoridade policial em todos os atos de investigação, cumprir medidas de segurança orgânica; desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

SALÁRIO: R$ 11.983,26.

JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva

ESCRIVÃO DE POLÍCIA FEDERAL

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior em nível de graduação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

ATRIBUIÇÕES: dar cumprimento às formalidades processuais, lavrar termos, autos e mandados, observando os prazos necessários ao preparo, à ultimação e à remessa de procedimentos policiais de investigação; atuar nos procedimentos policiais de investigação, acompanhar a autoridade policial, sempre que determinado, em diligências policiais; responsabilizar-se pelo valor das fianças recebidas e pelos objetos de apreensão; conduzir veículos automotores; cumprir medidas de segurança orgânica; atuar nos procedimentos policiais de investigação; desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

REMUNERAÇÃO: R$ 11.983,26.

JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva.

PAPILOSCOPISTA POLICIAL FEDERAL

REQUISITO: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior em nível de graduação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

ATRIBUIÇÕES: executar, orientar, supervisionar e fiscalizar os procedimentos de coleta, revelação, levantamento e armazenamento de fragmentos e impressões papilares, exames e laudos oficiais papiloscópicos, representação facial humana; operação e gestão de bancos e sistemas automatizados de identificação civil e criminal; assistir à autoridade policial; desenvolver estudos na área de papiloscopia; conduzir veículos automotores; cumprir medidas de segurança orgânica; desempenhar outras atividades de natureza policial e administrativa, bem como executar outras tarefas que lhe forem atribuídas.

REMUNERAÇÃO: R$ 11.983,26.

JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva.

Etapas do Concurso Polícia Federal PF

A primeira etapa do concurso público destina-se à admissão à matrícula no Curso de Formação Profissional e abrange as seguintes fases:

a) prova(s) objetiva(s), para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;

b) prova discursiva, para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;

c) exame de aptidão física, para todos os cargos, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;

d) prova oral, somente para o cargo de Delegado de Polícia Federal, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade do Cebraspe;

e) prova prática de digitação, somente para o cargo de Escrivão de Polícia Federal, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;

f) avaliação médica, para todos os cargos, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;

g) avaliação psicológica, para todos os cargos, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;

h) avaliação de títulos, somente para os cargos de Delegado de Polícia Federal e de Perito Criminal Federal, de caráter classificatório, de responsabilidade do Cebraspe.

A segunda etapa do concurso público consiste de Curso de Formação Profissional, de caráter eliminatório, de responsabilidade da Academia Nacional de Polícia, a ser realizado no Distrito Federal, podendo ser desenvolvidas atividades, a critério da Administração, em qualquer unidade da Federação.

Último concurso da Polícia Federal

Em 2018, a Polícia Federal abriu edital para preenchimento de 500 vagas. As oportunidades do concurso da Polícia Federal foram destinadas aos cargos de Agente Policial (180 vagas), Delegado de Polícia (150 vagas), Papiloscopista (30 vagas), Perito Criminal (60 vagas) e Escrivão (80 vagas). O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe Cespe/UnB) teve a responsabilidade do certame.

A Polícia Federal recebeu a participação de 147.744 inscritos. O cargo de maior procura foi o de Agente de Polícia Federal, com 92.671 interessados. Com 180 vagas, a concorrência geral foi de aproximadamente 514 candidatos por vaga. (Notícias e Concurso)


Concurso Polícia Federal: Provas são confirmadas para o mesmo dia; Inglês é descartado Concurso Polícia Federal: Provas são confirmadas para o mesmo dia; Inglês é descartado Reviewed by CM on 11:08 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS