Congresso é invadido por ato pró-Trump em sessão que confirmaria Biden

O Capitólio dos EUA, como é conhecido o Congresso americano, foi invadido por manifestantes apoiadores de Donald Trump durante a sessão que certificaria Joe Biden como presidente. As portas do prédio chegaram a ser trancadas, e um alerta de emergência foi acionado. Uma mulher foi baleada no peito e morreu; outras ficaram feridas. Biden classificou o episódio como um ataque "sem precedentes" à democracia.

O que estamos vendo é um pequeno número de extremistas dedicados à ilegalidade. Isso não é dissidência. É desordem. É caos. É quase uma sedição. E deve acabar agora."

Joe Biden

Incitados pelo presidente Donald Trump, os manifestantes começaram a se reunir em frente ao Capitólio à espera da sessão de oficialização de Biden como novo presidente e de Kamala Harris como vice. A declaração é apenas um evento burocrático no qual Congresso e Senado se reúnem em uma sessão conjunta para ler os votos do Colégio Eleitoral e aceitar objeções.

A sessão foi retomada por volta das 20h locais (22h de Brasília) com um pronunciamento do vice-presidente, Mike Pence: "Aqueles que causaram estragos em nosso Capitólio hoje, vocês não venceram. A violência nunca vence. A liberdade vence. Esta ainda é a casa do povo. Ao nos reunirmos nesta câmara, o mundo testemunhará novamente a resiliência e a força de nossa democracia."

O presidente esperava que seu vice agisse durante a sessão. Ele, porém, prometeu defender a Constituição e não impedir a certificação. Assim, o republicano voltou-se a seus apoiadores e, pelo Twitter, invocou seus seguidores a se rebelarem contra a oficialização.

Toda a sessão teve que ser paralisada por causa de protestos do lado de fora do Capitólio. No momento em que as Casas discutiam uma objeção ao voto do Arizona, os manifestantes invadiram o Congresso, forçando uma evacuação.

Tranque todas as portas, se possível. Se não, procure abrigo ou camuflagem. Fique calmo e aguarde mais instruções. Repito: ameaças à segurança dentro do Capitólio dos Estados Unidos."
Alerta emitido na sala de imprensa do Senado

A polícia chegou a usar armas, bombas de gás e spray de pimenta para conter os manifestantes que invadiram o local. Segundo a emissora americana CNN, diversos policiais ficaram feridos.

Policiais sacam armas dentro do Capitólio

06 jan. 2021 - Policiais apontam armas para impedir que manifestantes avancem no Congresso dos Estados Unidos - Drew Angerer/Getty Images - Drew Angerer/Getty Images

06 jan. 2021 - Policiais apontam armas para impedir que manifestantes avancem no Congresso dos Estados Unidos

Imagem: Drew Angerer/Getty Images

 

 

Congresso é invadido por ato pró-Trump em sessão que confirmaria Biden Congresso é invadido por ato pró-Trump em sessão que confirmaria Biden Reviewed by CM on 05:59 Rating: 5

Sem comentários

Postagem em destaque

PRIME TELECOM | FIBRA ÓPTICA EM BARREIRAS