A Embaixada do Brasil em Madri, capital de Portugal, precisou fechar as portas nos últimos dias após um surto de coronavírus ser registrado entre os funcionários do local. De acordo com o colunista do UOL Leonardo Sakamoto, uma das pessoas que contraiu a doença participou de uma recepção na residência do embaixador com a participação de mais de 30 pessoas.

Em contato com a coluna, uma das fontes revelou que a pessoa infectada só contou que estava com a doença um dia depois da festa. O encontro, que teria ocorrido na casa do embaixador Pompeu Andreucci Neto, contou com a presença de diplomatas para o grupo se despedir de um colega que havia sido transferido para outro posto.

Questionado sobre a festa e o fechamento da embaixada, o Ministério das Relações Exteriores não comentou sobre o evento, mas afirmou que um servidor testou positivo para a Covid-19 em 23 de janeiro e entrou em quarentena.

“De modo a resguardar os demais servidores e contratados locais da embaixada, o posto passou para regime de trabalho remoto a partir da segunda-feira, 25 de janeiro, e deverá permanecer até o dia 8 de fevereiro”, afirmou, completando que o local passará por um “processo de higienização”.