O governo federal recebeu de volta R$ 1,3 bilhão. O recurso é a devolução do auxílio emergencial pago e não movimentado por cerca de 1,4 milhão de pessoas. O prazo para saque do benefício se encerrou no último dia 28 de janeiro.


Segundo as regras do programa, os beneficiados tinham 90 dias para movimentar o dinheiro depositado na poupança social da Caixa Econômica Federal. Para inscritos no programa Bolsa Família, o prazo foi de 270 dias.

O auxílio chegou a quase 68 milhões de pessoas, e custou cerca de R$ 290 bilhões aos cofres públicos. Ao todo, foram pagas cinco parcelas de R$ 600 e mais uma extensão de quatro parcelas de R$ 300 para cada beneficiado. (Metro1)