O ex-secretário do Meio Ambiente Eugênio Spengler morreu no sábado (13), em Goiânia, aos 58 anos, vítima de um infarto. A informação foi divulgada pelo governador Rui Costa em suas redes sociais na manhã deste domingo (14).

Spengler comandou a pasta entre os anos de 2010 e 2017, nos governos Rui e Jaques Wagner, e atualmente atuava na pasta responsável pelo meio ambiente e desenvolvimento sustentável de Goiás.

Os dois líderes petistas, assim como outras autoridades do cenário nacional, lamentaram a perda de Spengler.

“Com muita tristeza, recebi a notícia do falecimento de Eugênio Spengler, secretário estadual do meio ambiente entre os anos de 2010 e 2017. Eugênio se destacou pela intensidade e dedicação à luta pela preservação do nosso patrimônio natural.Meus sentimentos a familiares e amigos”, publicou o governador em sua conta no Twitter.

“Com muita tristeza recebi nesta manhã a notícia da morte de Eugênio Spengler, grande amigo, grande figura humana e que me ajudou muito como secretário estadual de meio ambiente durante os meus governos. Mando aqui meu abraço e a minha solidariedade aos familiares e amigos”, disse Wagner, por meio da mesma rede social.

Por meio de nota, a secretaria goiana destacou a atuação de Spengler na área do Meio Ambiente, tendo se dedicado bem cedo à área, mesmo tendo se graduado em filosofia.

“A Semad está em luto completo. Perdemos, na noite deste sábado (13/2), uma das pessoas mais importantes neste duro e difícil trabalho de recuperação da Secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Estado de Goiás. Perdemos o grande Eugênio Spengler, amigo, assessor direto, mentor e conselheiro da secretária de Meio Ambiente, Andréa Vulcanis. Formado em Filosofia, Eugênio rompeu as barreiras da ciência original e se enveredou para o lado do Meio Ambiente bem cedo. Como profissional, ocupou diversos e importantes cargos, como professor secundarista e universitário; coordenador de ações ambientais e secretário de Meio Ambiente de diversos municípios da região sul do país; consultor técnico das secretarias de Meio Ambiente do Rio Grande do Sul e de Goiás; consultor da UNESCO e da ONU na área de gestão ambiental; assessor do Ministério do Meio Ambiente; presidente da Associação Brasileira de Entidades Estaduais do Meio Ambiente (Abema) e secretário de Estado do Meio Ambiente da Bahia. Nascido em 1 de dezembro de 1962, Eugênio completaria 59 anos neste ano. Deixa um legado imenso dentro do ambientalismo e do desenvolvimento sustentável, sendo reconhecido como um dos mais preparados profissionais dentro desta área de atuação em todo o Brasil. A Semad, repetimos, em luto, deseja força aos amigos e familiares por esta perda tão repentina e dolorosa e reconhece e agradece o papel de Eugênio na recuperação da secretaria em Goiás. Obrigado, amigo Eugênio”. (G1)