O Projeto de Lei 300/21 inclui o Ano Novo chinês no calendário nacional de datas comemorativas. A celebração será feita entre os dias 21 de janeiro e 20 de fevereiro. A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados.

O Brasil e a maioria dos países adota o calendário gregoriano, que leva em consideração o movimento de translação da Terra. Já o calendário chinês leva em conta as fases da Lua e a posição do Sol. Assim, explica o projeto, a virada de ano ocorre na primeira Lua Nova, observada entre janeiro e fevereiro.

“A inclusão do Ano Novo chinês no calendário nacional de datas comemorativas tem como objetivo valorizar, integrar as duas nações e divulgar a cultura chinesa no Brasil”, disse a autora, deputada Clarissa Garotinho (Pros-RJ).

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

 Agência Câmara de Notícias