html image example
PREFEITO CHORA E DEFENDE LOCKDOWN APÓS PERDER PAI E IRMÃO PARA O CORONAVÍRUS ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral

O prefeito da cidade de Mongaguá (SP), Márcio Melo Gomes, o Márcio Cabeça (Republicanos), se emocionou ao falar sobre o novo coronavírus.
Durante uma live transmitida na terça-feira (30) nas redes sociais, o político defendeu o fechamento do comércio e chorou ao relembrar que perdeu o pai e um irmão para a Covid-19. Os óbitos de Givaldo Gomes, de 64 anos, e Givaldo Gomes Junior, 33, ocorreram na mesma semana.

Na transmissão, Márcio Cabeça falou sobre as críticas que recebeu por parte de comerciantes pelo fechamento das atividades consideradas não essenciais. Desde 19 de março, os municípios da Baixada Santista vivem uma espécie de lockdown, por recomendação do conselho de desenvolvimento da região para evitar o crescimento dos casos da doença com a chegada de turistas.

“Como eu queria hoje sair dessa live aqui e poder ouvir do meu pai e do meu irmão assim: ‘eu quebrei. O meu comércio quebrou’. Sabe por que? Porque nós já quebramos e, com a vida, nós conseguimos dar a volta por cima. E eu não vou ouvir deles isso mais”, afirmou o prefeito, que tinha pai e irmão comerciantes.

Ainda durante a live, Márcio Cabeça anunciou que o cidadão flagrado sem máscara será multado em R$ 200. Além disso, os comércios que permitirem a permanência de pessoas sem o equipamento de proteção deverão pagar multa de R$ 500. Caso haja reincidência, os valores dobram.

“Eu não quero multar. Eu só quero que as pessoas entendam que tem regras, que tem leis, porque enquanto você não mexe no bolso, ninguém acata nada”, disse.

Até a noite de terça, o município havia registrado 56 mortes e 3.335 casos positivos da Covid-19.