html image example
Brasileira morre com câncer após ser mantida em cativeiro e sofrer abusos na Bélgica, diz família ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral

 

A brasileira Cristianny Fernandes de Sousa, de 30 anos, morreu no domingo (9) em Bruxelas, na Bélgica, por causa de um câncer no útero. De acordo com a família da jovem, ela sofreu abusos e foi mantida em cativeiro após viajar para o país em 2019.

As informações são do G1.

Conforme Clea Gonçalves de Sousa, sobrinha de Cristianny, a tia recebeu uma proposta de emprego na área de limpeza por parte de um homem português que havia conhecido pela internet. Segundo a sobrinha, ele pagou as passagens de avião para a tia. No entanto, depois que ela desembarcou em Bruxelas, o homem a manteve em cárcere privado na casa dele.

“Ela chegou a relatar para a gente que havia sido estuprada pelo português que tinha feito a proposta de emprego. Ela disse que foram várias vezes”, contou a sobrinha ao G1.

Ainda de acordo com a família, Cristianny conseguiu fugir do cativeiro com a ajuda de uma mulher e procurou a polícia. Ela também pediu ajuda para o Coletivo dos Brasileiros Sem Papeis da Bélgica, que a encaminhou para um hospital.

Na unidade de saúde, a mulher foi diagnosticada com o câncer. A família acredita que a doença pode ter relação com os abusos que ela sofreu. Clea contou ainda que nos últimos meses o estado de saúde da tia se agravou.

“Ela lutou muito, fez quimioterapia e radioterapia, mas há dois meses estava muito debilitada. Ela disse que não tinha mais forças, não respondia ao tratamento”, afirmou ao G1. A confirmação da morte de Cristianny ocorreu no domingo (9).

Na segunda-feira (10), a família entrou em contato com o governo para iniciar o procedimento para trazer o corpo de Cristianny para ser velado e enterrado em Aragoiânia (GO). A mulher deixa dois filhos, de 5 e 9 anos, que não chegaram a viajar com a mãe e ficaram com a família dela em Goiás.