html image example
html image example
Suspeito de matar namorada a pedradas dentro de funerária é encontrado morto em hotel ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral

 

 A Polícia Civil do Distrito Federal informou, no começo da tarde desta segunda-feira (24), que Valdemar Medeiros Sobreira, de 46 anos, suspeito de assassinar a namorada, em Brasília, foi encontrado morto em um hotel, no centro da cidade de São Paulo (SP).

 Os investigadores procuravam por ele desde domingo (23), depois que a empresária Karla Regina Vieira Pucci Guimarães, de 48 anos, foi encontrada morta, na funerária da qual era dona, na região do Paranoá.

O corpo dela foi achado por um filho e, segundo a investigação, a mulher foi morta a pedradas. Durante a manhã, a polícia do DF havia divulgado imagens de Valdemar saindo da funerária. De acordo com a investigação, o homem fugiu após matar Karla e cometeu suicídio no quarto de um hotel que pertence a família dele. O corpo de Valdemar foi encontrado pela Polícia Militar de São Paulo. O caso foi registrado no 2º Distrito Policial, em Bom Retiro.

A Polícia Civil do DF chegou a divulgar imagens que mostram Valdemar saindo da funerária onde o corpo de Karla foi encontrado. O objetivo era conseguir a ajuda das pessoas para localizar o paradeiro do suspeito. Ao G1, o delegado à frente do caso, Ricardo Viana, da 6ª Delegacia de Polícia, do Paranoá, disse que já trabalhava com a hipótese de que, após matar a namorada, o homem tivesse deixado o Distrito Federal. Os investigadores divulgaram fotos, a partir dos registros feitos por câmeras de segurança da funerária. Segundo o delegado, o suspeito deixou o local usando o próprio carro. As imagens mostram que ele vestiu uma camisa, entrou no veículo foi embora. Pelo registro das câmeras, isso ocorreu no começo da noite de sábado (22).

Karla e Valdemar estavam juntos há seis meses e dividiam uma casa em Sobradinho, no DF. O caso é tratado como feminicídio. Nas redes sociais, a filha de Karla, a estudante Isadora Pucci, lamentou a morte da mãe. “Não consigo dormir, não consigo fazer nada”, disse em uma publicação. Isadora diz que perdeu a “força” e a “base” e que “está doendo tanto”. A estudante também postou diversas fotos e vídeos da mãe. “Você é minha razão de viver e de aguentar cada dia, um após o outro. Muito obrigada por todas lições que já me ensinou e por todas que ainda ensinará”, postou a filha de Karla. // G1