html image example
Brasil vence Chile e quebra recorde nas Eliminatórias da Copa ~ Blog Barreiras Noticias | Oeste Baiano no Geral

A seleção brasileira venceu o Chile por 1 a 0 e chegou a sete vitórias em sete jogos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, estabelecendo um novo recorde. A equipe de Tite já havia igualado a marca do time que conquistou o tri, que, nas Eliminatórias de 1969, ganhou as seis partidas do torneio – o formato da época era diferente.

Com 100%, o Brasil está em situação bastante confortável rumo à Copa do Catar. O time canarinho lidera as Eliminatórias com 21 pontos, seis a mais do que a Argentina, que venceu a Venezuela nesta quinta-feira e é a segunda colocada. Na próxima rodada, haverá justamente o duelo entre as duas seleções, no domingo, na Neo Química Arena.

Nesta quinta-feira,02, no estádio Monumental de Santiago, o Brasil não jogou bem, especialmente no primeiro tempo. Na etapa final, porém, Everton Ribeiro fez o gol da partida aos 18 minutos.

O jogo

Com vários desfalques, Tite tentou manter a base da seleção que ficou com o vice na Copa América, em julho. A grande novidade foi Vini Jr pela primeira vez como titular da seleção. Bruno Guimarães também iniciou a partida. Só que a dupla não correspondeu e nem voltou para o segundo tempo.

O Brasil foi para o intervalo no lucro com o 0 a 0 no placar. A seleção não se encontrou na marcação. O Chile, com três zagueiros e os dois laterais com liberdade para atacar, chegava com facilidade tanto pela esquerda quanto pela direita, com Mena e Isla, respectivamente. Além disso, Vidal dominava o meio de campo, sem ser incomodado pelos volantes brasileiros.

Weverton fez duas defesas seguidas, em cobrança de falta de Vidal e no rebote aproveitado por Vargas, que cabeceou em cima do goleiro. Logo em seguida, aos 32 minutos, o Chile até balançou a rede, mas Mena estava em impedimento e o gol foi anulado corretamente. Antes do intervalo, Vidal exigiu outra boa defesa de Weverton, em chute forte de fora da área.

Do outro lado, o Brasil teve uma grande chance, desperdiçada por Neymar. Em contra-ataque, o camisa 10 recebeu na medida de Gabigol, mas isolou. O principal jogador brasileiro esteve em noite apagadíssima em Santiago e errou praticamente tudo que tentou.

No segundo tempo, Tite fez o que costuma não fazer: já voltou com mudanças na equipe. Gerson e Everton Ribeiro entraram, e o Brasil conseguiu se encontrar na marcação, fechando os espaços na intermediária. É verdade que o Chile só não abriu o placar logo aos 3 minutos porque Alex Sandro travou Aránguiz na hora certa, mas depois a seleção foi melhor em campo.

O duelo ficou morno até Everton Ribeiro marcar aos 18. Enfim, uma boa jogada brasileira: Danilo arrancou pela direita e tocou para Everton Ribeiro, que enfiou boa bola para Neymar. O camisa 10 chutou em cima de Bravo, mas o meia do Flamengo pegou o rebote e não desperdiçou.

Depois do gol, o jogo ficou mais pegado, sem grandes chances para os dois lados. O Chile, em situação complicada nas Eliminatórias, não conseguia mais achar espaços na defesa brasileira. Do outro lado, o time canarinho também não mostrava inspiração para ampliar. Não foi uma boa atuação do Brasil, mas os 100% de aproveitamento foram mantidos. Que venha a Argentina no domingo.

FICHA TÉCNICA

CHILE 0 X 1 BRASIL

Local: Monumental de Santiago
Árbitro: Diego Haro (PER)
Assistentes: Jonny Bossio (PER) e Jesus Sanchez (PER)
VAR: Victor Carrillo (PER)
Cartões amarelos: Bruno Guimarães, Marquinhos, Gerson; Pulgar, Morales, Maripán
Gol: Everton Ribeiro, aos 18 do segundo tempo

CHILE: Claudio Bravo; Paulo Díaz (Palacios), Gary Medel e Guillermo Maripán; Mauricio Isla, Erick Pulgar, Charles Aránguiz (Valdés) e Arturo Vidal e Eugenio Mena; Eduardo Vargas e Iván Morales (Jiménez). Técnico: Martín Lasarte

BRASIL: Weverton, Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro, Bruno Guimarães (Gerson) e Lucas Paquetá; Neymar, Vini Jr (Everton Ribeiro) e Gabigol (Matheus Cunha). Técnico: Tite