No mês mundial de combate ao câncer de próstata, a Secretaria de Saúde de Barreiras realizará uma ampla programação voltada para o cuidado e diagnóstico precoce da doença. A ação, que faz parte do Projeto Saúde Humanizada, desenvolverá em todas as Unidades de Saúde da Atenção Básica, palestras e orientações sobre a temática.

Dentro da programação, neste sábado (6), será realizado um mutirão para coleta de exames PSA (antígeno prostático específico) total e livre dos pacientes pré-agendados nas Unidades de Saúde. Os exames serão realizados no

Laboratório Municipal, localizado ao lado do Centro de Saúde Leonídia Ayres. Esses exames serão avaliados pelo médico urologista no “Dia D - Homem, cuide-se”, que acontecerá no dia 13 de novembro (sábado), no Centro Especializado de Atendimento ao Homem (CEAH), com atendimento de especialista, realização de ultrassom da próstata, atendimento com psicólogo e de enfermagem.

Conforme o secretário de saúde, uma das principais formas de garantir a cura do câncer da próstata é o diagnóstico precoce, dessa maneira, nesse mês de novembro a demanda de atendimento ao homem foi ampliado com objetivo de chamar atenção para o diagnóstico, o tratamento precoce e a atenção dos homens no cuidado com a saúde.

“Durante todo esse mês nossas Unidades de Saúde estarão realizando palestras com esse intuito de chamar a atenção dos homens para a prevenção contra o câncer da próstata, já no Dia D, programado para acontecer no dia 13 de novembro, serão ofertados vários procedimentos, entre ultrassom de próstata, exames laboratoriais e consultas médicas. Neste dia, o paciente que precisar de medicamento para o tratamento e monitoramento da doença também poderá retirar no local após a consulta”, explica Melchisedec Neves.

Seguindo com a programação, no dia 27 de novembro, a Secretaria de Saúde de Barreiras realizará cirurgias eletivas urológicas, como: Ressecção transuretral de próstata (RTU); Prostatectomia radical e parcial; Varicocele; Prostatectomia e Exérese de lesão e ou biópsia de lesão na região genital masculina. Mesmo na ausência dos principais sintomas, a partir dos 45 anos, os homens devem ir ao urologista para tirar dúvidas sobre a doença, fazer exames avaliativos e verificar se há alterações da glândula, bem como sobre o exame de sangue PSA.

Dircom/PMB